Frank Zappa

 

Frank Zappa foi um dos mais estranhos e geniais músicos do rock. Influenciado por vertentes tão diversas quanto música clássica e grupos vocais da década de 50, durante seus mais de 30 anos de carreira bastante produtiva revolucionou a maneira de fazer música moderna, deixando de lado os apelos do mercado fácil das grandes gravadoras e levando o experimentalismo a limites inéditos. Além de músico foi letrista como poucos, cínico e ácido, nunca poupando ataques a nenhuma forma de poder estabelecido (fossem governo ou grandes gravadoras). Seu estilo foi frequentemente associado ao jazz moderno mas classificar a música de Frank Zappa jamais será das tarefas mais fáceis.

Em 1964 se juntou à banda Soul Giants que seria a base para a formação dos Mothers (que teve posteriormente o nome modificado para Mothers of Invention). Gravando num pequeno estúdio montado por Zappa a banda teve seu primeiro disco, Freak Out, lançado pela MGM em 1966. Com este disco Zappa provou que era possível fazer música pop com qualidade. Imediatamente o álbum se tornou um cult na Inglaterra, embora sem grande repercussão nos estados unidos.

Os diversos álbuns que se seguiram (Zappa era um compositor e produtor maníaco e incansável) viriam a mostrar o satirismo e experimentalismo que seriam marca registrada de Frank Zappa. Nem mesmo o clássico Sgt Peppers dos Beatles é poupado com o lançamento de We're Only in It for the Money (uma sátira a Beatles, beatniks e movimento hippie). As influência de música clássica ficam claras em álbuns como Lumpy Gravy (gravado com orquestra). A influência de pop e experimentalismo ficam claros em álbuns como Cruising with Ruben & the Jets (cheio de arranjos vocais ao estilo doo-woop).

Em 1970 a banda Mothers of Invention seria desfeita para retornar alguns meses depois com novos vocalistas, Mark Volman e Howard Kaylan. Durante um show com os Mothers em 1971 Zappa foi empurrado do palco por um fã enlouquecido tendo de se recolher a um período entre camas de hospital e sua casa em que compôs diversos álbuns, remontando seu selo independente para não sofrer pressões de gravadoras (cabendo apenas a distribuição a grandes nomes da industria da música). Em um outro show ocorreu o incêndio que ficaria famoso nos versos da música Smoke on The Water da banda Deep Purple.

Ao final da década de 70 remontou a banda Mothers of Invention, assumindo os vocais e lançando seus álbuns de maior vendagem. Em seus últimos anos além de continuar compondo e gravando como nunca, cuidou de catalogar e relançar grande quantidade de seu material disponível em discografia pirata.

No início da década de 90 Zappa divulgou que sofria de câncer, interrompendo suas apresentações ao vivo. Seu último show ocorreu na Tchecoeslosváquia a convite do presidente Vaclav Havel, seu fã. Frank Zappa morreu em 1993.

O disco Freak Out foi o primeiro álbum duplo da história do rock.

Zappa tem como um dos fas conhecidos o criador dos Simpsons, Matt Groening. Na Tchecoslovaquia, a musica Plastic People, do disco Absolutely Free, transformou-se, no fim dos anos 60, num hino contra a opressao do antigo regime ditatorial.

Foram influências na musica de Zappa os compositores contemporaneos Edgar Varese, Stravinsky, dentre outros, e grandes elementos do jazz, como Charles Mingus.

O disco Were only... (1967) teve sua capa original censurada a pedidos de Paul McCartney, ja que era uma referência crítica à capa do magnífico Sgt. Peppers. Alias, o proprio Paul McCartney confessou ter tido influências do álbum Freak Out (66) na montagem do Sgt. Peppers.


"Historicamente os músicos sentem-se feridos quando a audiência se mostra insatisfeita. Nós não nos sentimos assim. Nós dizemos para a audiência se danar. "
(Frank Zappa)

"Depois que comecei a usar computadores na música sai para tocar ao vivo com músicos humanos. Vivi o suficiente para me arrepender."
(Frank Zappa)

"Drogas são horríveis. Elas acabam com seu coração, seu fígado e seu cérebro. E o pior de tudo é que deixam você igual aos seus pais."
(Frank Zappa)

"Jornalismo musical é gente que não sabe escrever entrevistando gente que não sabe falar pra gente que não sabe ler."
(Frank Zappa)

"Eu gosto de fazer coisas que são teoricamente impossíveis e fazê-las funcionar."
(Frank Zappa)

"Esporte e droga. Pratique guitarra."
(Frank Zappa)


Discografia

Freak Out! (1966)
Absolutely Free (1967)
Lumpy Gravy (1967)
We'Re Only In It For The Money (1968)
Cruising With Ruben And The Jets (1968)
Uncle Meat (1969)
Mothermania (Best Of, 1969)
Hot Rats (1969)
Burnt Weeny Sandwich (1969)
Weasels Ripped My Flesh (1970)
Chunga'S Revenge (1970)
Fillmore East, June 1971 (1971)
200 Motels (1971)
Just Another Band From L.A. (1972)
Waka/Jawaka (1972)
The Grand Wazoo (1972)
Over-Nite Sensation (1973)
Apostrophe(') (1974)
Roxy And Elsewhere (1974)
One Size Fits All (1975)
Bongo Fury (Com Captain Beefheart, 1975)
Zoot Allures (1976)
Zappa In New York (1978)
Studio Tan (1978)
Sleep Dirt (1979)
Sheik Yerbouti (1979)
Orchestral Favorites (1979)
Joe'S Carage, Act 1 (1979)
Joe'S Carage, Acts 2 & 3 (1979)
Tinseltown Rebellion (1981)
Shut Up 'N' Play Yer Guitar (1981)
You Are What You Is (1981)
Ship Arriving Too Late To Save A Drowning Witch(1982)
The Man From Utopia (1983)
Baby Snakes (1983)
London Symphony Orchestra, Vol 1 (1983)
The Perfect Stranger (1984)
Them Or Us (1984)
Thing-Fish (1984)
Francesco Zappa (1984)
Fz Meets The Mothers Of Prevention (1985)
Does Humor Belong In Music? (1986)
Jazz From Hell (1986)
London Symphony Orchestra, Vol. 2 (1987)
Guitar (1988)
You Can'T Do That On Stage Anymore, Vol. 1 (1988)
You Can'T Do That On Stage Anymore, Vol. 2 (1988)
Broadway The Hard Way (1988)
You Can'T Do That On Stage Anymore, Vol. 3 (1989)
The Best Band You Never Heard In Your Life (1991)
You Can'T Do That On Stage Anymore, Vol. 4 (1991)
Make A Jazz Noise Here (1991)
Beat The Boots 1 (9 Cds, 1991)
Beat The Boots 2 (8 Cds, 1992)
You Can'T Do That On Stage Anymore, Vol. 5 (1992)
You Can'T Do That On Stage Anymore, Vol. 6 (1992)
Playground Psychotics (1992)