MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

 

Nos primeiros anos da colonização portuguesa, a música popular no Brasil se limitava aos cantos e danças indígenas, acompanhados de instrumentos de sopro e percussão e às cantigas dos colonizadores. Além da música indígena, havia o canto gregoriano das missas e do hinário religioso e os toques e fanfarras militares.

Com a formação de um público receptivo, os compositores foram estimulados a compor música popular. Isto só aconteceu de forma ampla e regular a partir dos meados do século passado. Essa produção foi apresentada então pelo canto do lundu e da modinha e pela dança do maxixe, que fizeram sucesso até o principio do nosso século (1908), no Brasil e no exterior.

No campo dos divertimentos em geral surgem os cafés-dançantes, os

teatros de revista e, mais tarde, as casas de chope e os desfiles de carnaval.

Como compositor de modinhas e lundus destaca-se Xisto Bahia (Salvador

1841-1894); também José Maurício e Francisco Manuel compuseram modinhas.

Primeiramente usou-se como acompanhador a viola instrumento de 6 cordas duplas de metal, semelhante ao violão, vindo de Portugal. depois o acompanhamento passou a ser feito por conjuntos denominados choros, primitivamente constituídos de solista, dois violões e cavaquinho. Mais tarde apareceu o piano para animar os bailes.

Antônio Calado (Rio 1848-1880) introduziu a flauta nos choros e compôs

choros, lundus, polcas, quadrilhas e valsas.

Chiquinha Gonzaga (1847-1935), pianista e primeira maestrina brasileira, escreveu partituras teatrais populares, lundus, modinhas, cançonetas, tangos, polcas e maxixes, de acordo com a moda e autora da marcha carnavalesca de grande sucesso O Abre Alas, composta em 1899.

Por volta de 1870 desfilavam os primeiros ranchos carnavalescos cariocas, criados pelos negros baianos do morro da Saúde com ritmo de samba, que incluía o batuque, estribilhos do folclore nordestino e os sapateados do maxixe.

Não se pode deixar de citar, também mais ou menos dessa época, Ernesto Nazareth (Rio 1863-1934), pianista, compositor de polcas e tangos brasileiros

(maxixes).