Moraes Moreira

Pelas capitais
Tom: Em
Intro: (G G# D Bm G A7 D)
        Em            A7           D
Lá em Maceió você de mim não teve dó
Bm      Em           A7   Am
Em Aracajú a coisa virou angu
 D          G           Gm       D
Já em São Luís a gente foi tão feliz
              G          A7        D
Em Belém do Pará eu não parei de chorar
       F#7                          Bm
Lá em Manaus vimos que somos bons e maus
                 F#7                  B
E em Teresina acabou-se toda nossa gasolina
        Em     F       D          G                     A7    D
| Em Salvador, só em Salvador eu conquistei para sempre o seu amor
|        Em           G#       D
| Em Salvador, com a ajuda de Xangô, ô ô
|         G             A7        D
|Eu conquistei como um rei o seu amor
         Em             A7          D
E lá em Recife foi um disse que me disse
 Bm        Em            A7   Am
Porém em Natal a coisa ficou legal
 D           G          Gm           D
Já em João Pessoa nós curtimos numa boa
         G            A7     D
Mas em Curitiba necas de pitibiriba
           F#7                Bm
Em Porto Alegre alugamos um casebre
              F#7                        B
E no Rio de Janeiro acabou-se todo o dinheiro
         G        G#      D
Belo Horizonte um belo horizonte
          G     A7                D
Já em Vitória pintou uma outra história
         Em           A7       D
E na Paulicéia você pirou da idéia
   Bm    Em            A7           Am
Em Florianópolis se lembrando de Nilópolis
 D           G            Gm             D
Já em Campo Grande nosso amor foi muito grande
         G          A7      D
Mas em Cuiabá você ficou sarará
        F#7                  Bm
Lá em Goiânia até cantamos guarânia
               F#7                         B
Em Brasília foi a hora de abraçar toda a família
      Em
Em Salvador...
        Em              A7    D
Lá em Macapá tomamos muito guaraná
 Bm             Em         A7       Am
Tantas outras coisas axonteceram por lá
 D       G            Gm          D
Já em Boa Vista você disse até a vista
          G            A7       D
Mas em Fortaleza uma poética tristeza
           F#7                Bm
Em Porto Velho visitamos o Cornélio
                    F#7                       B
Em Rio Branco nos beijamos tanto tanto e no entanto
     Em
Em Salvador


Assim pintou Moçambique
Tom: A
A               Bm
De dia não tem lua
        E7    A
De noite há luar
                Bm
De dia não tem lua
     E7      G
De noite há luar
     Bm         E7
De Arembepe a Itagipe, da Ribeira a Jacuípe
         A
Tudo é lindeza
 Bm                  E7
Estrela de quinta grandeza
Filha de nãe sudanesa
          A
Tudo é limpeza
   A7                 D                       E7
Fazendo um som no atabaque, trazendo até pro batuque
                       F#m
Cantando um samba de black
 F#7             Bm
Assim pintou Moçambique
                                              E
Nesse tique, nesse taque, nesse toque, nesse pique
                  A
Assim pintou Moçambique
                                              F#7
Nesse tique, nesse taque, nesse toque, nesse pique


De noite e de dia
Tom: Fm
Intro: (F C Bb F)
     Fm                Bbm
De noite e de dia, madrugada fria
 C7                Fm
Quando a natureza sonha
                 Bbm
Será que sria, miragem e poesia
 C7               Fm
Tua imagem me acompanha
Meu estandarte do planeta azul
           Bbm
Você faz parte do planeta anil
    C7                Fm7
É quase o Cruzeiro do Sul
 G7                C7
Céu das noites de abril
           F
Se o teua amor demora
                     F#      Gm
Agora ou nunca você pode acreditar
               C7
Nossa saudade chora
       Gm             C7          F
Num coração que vai bater noutro lugar
        C7          F
Onde o luar ficou jogado fora
          Cm                   F7       Bb
Como um jardim que o mar de cinzas quer secar
   Bbm7
O tempo corre, corre
      Am7          D7
A correnteza te trazendo
        Gm7           C7         F    (F7) (F C Bb F)
Ai que beleza se a tristeza não voltar


O caminhão da alegria
Tom: Em   
Em    Em/D#       Em/D         Em/C#       C7    B7 
Fon    fon          fon       fon          fon   fon 
Em    Em/D#           Em/D   Em/C#            C7    B7    Em   B7 
Fon   fon           fon       fon          fon   fon,      FON 
        Em                                    B7                Em 
E o caminhão da alegria já chegou fazendo música como se faz amor 
                Em/D  Am/C            Am     Am/G     B7/F# 
Deixando a mocidade atônita tentando furiosamente ocupar 
B7                C7  B7       Em 
Todo o espaço da pra ça e realçando a sua fantasia exótica 
          Am                 Em                     Em/D    Am/C 
Vestida e nua pelas ruas do lugar desarrumando a filarmônica 
  Am       D7      G     C         F#m7/5-   B7   E7 
Coreto, careta, pirata, cometa a retreta    eletrônica 
  Am       D7      G      C        B7             E 
Coreto, careta, pirata, cometa a retreta    eletrônica 
    F     F#m     B7         E         C#m        F#m  B7             E    B7 
-Eu não, eu não, eu não que não ia eu só vou pra Bahia          de caminhão (3x) 
         Em                         E       B7 
E o carnaval em cada esquina já chegou 


Namoro astral
Tom: A
Intro: (E B7 E)
                       A
A não ser que não te deixes
         B/A                    G#m C#m
Não te queixes se você só vir a ser
                    F#m  C#7     F#m
Feliz quando vier aquele ser de Câncer
                                        B7        E
Pra se harmonizar pelo verbo amar com alguém de Peixes
                  A
Você que tudo equilibra
         B/A                         G#m  C#m
Não se assuste ou pense que é um unicórnio
                    F#m     C#7     F#m
Apenas um destino aguarda o ser de Libra
                                    B7           E
Que é ele se unir, e depois curtir alguém de Capricórnio
                     A
Seja negro ou seja louro
      B/A                  G#m  C#m
Um estouro de explodir o coração
                        F#m    C#7     F#m
Quando vier alguém que seja um ser de Touro
                                  B7           E
Para um amor de mel pra quem é de Leo ou é de Leão
                   A
Você que vive nos ares
      B/A                       G#m C#m
Tem amores como que buquê de flores
                  F#m  C#7  F#m
Só terá paz com alguém de Sagitárius
                                                 B7         E
Quem disser meu bem, eu e mais ninguém sou teu alguém de Aquárius
                           A
Tendo assim mais de dois gênios
       B/A                   G#m C#m
Feito luas tu flutuas pelos ares
               F#m       C#7       F#m
Felicidade só virá com alguém de Gêmeos
                                           B7        E
Por terras e mares, todos os lugares com alguém de Áries
                A
Você olhos de fuligem
        B/A               G#m  C#m
Vê se acalma a alma na obsessão
                       F#m      C#7      F#m
Só vai se dar bem com alguém, alguém de Virgem
                           B7          E
E muita atenção com essa mordida do Escorpião


Carnaval em cada esquina 
Tom: Em 
     Em       B7/F#           Em/G    B7/F#  Em              F#m7/5- 
-Eu sou o carnaval em cada esquina                 do seu coração (menina) 
   B7        Am            B7                  Am 
Eu sou o pierrot e a colombina de Ubarana-Amaralina 
       B7               Em (E)       B7 
Que alucina a multidão (eu sou) 2x 
E                C#m        G#m      G7          F#m 
-Toda a cidade vai navegar no mar azul badauê 
                B7          F#m        B7           E 
Fazer tempêro, se namorar na massa, no massapê (2x) 
         C#m          F#m            B7           E 
-Baba de moça no carapuá é ganzá, bongô, agogô, pirá (2x 
                      E7 
pirá, pirá, pirá, pirá 


Chão da praça
Tom: Am
         Am    D7           G    Em     C#m7/5-          F#7        F#   B7 
Olhos negros cruéis, tentadores          das      multidões sem cantor      ... 
     Am    Am/G        F#m7/5- B7       Em  Em/D   F#m7/5-       B7           Em 
Olhos ne      gros   cruéis,    tentadores          das       multidões sem cantor
 Em                B7                           Em 
-Eu era menino, menino um beduíno com ouvido de mercador Ô ô ô ô ô ô ô 
B7        Em                         B7                     Em 
Lá no oriente tem gente com olhar de lança na dança do meu amor (2x) 
               A7   Em G7             C            B7           Em 
Tem que dançar a dança que a nossa dor balança o chão da praça ôuôuô(2x) 
      Em                    F#m7/5-       B7        Em       B7 
Meu amor quem ficou nessa dança meu amor tem pé na dança 
      Em                  F#m7/5-       B7              Em 
Nossa dor meu amor é que balança nossa dor o chão da praça 
       G7                 C                B7           E7 
Vê que já detonou som na praça porque já todo pranto rolou 
Am         D7       G    Em     C#m7/5-            F#7               F#   B7 
Olhos negros cruéis, tentadores          das      multidões sem cantor      ... 
        Am Am/G        F#m7/5- B7    Em  Em/D          F#m7/5-     B7          Em 
Olhos ne      gros   cruéis,    tentadores          das       multidões sem cantor 
B7          Em             B7                              Em 
-Eu era menino, menino um beduíno com ouvido de mercador Ô ô ô ô ô ô ô
B7          Em                        B7                    Em 
Lá no oriente tem gente com olhar de lança na dança do meu amor (2x)                                    
           A7    Em G7             C        B7              Em 
-Tem que dançar a dança que a nossa dor balança o chão da praça ôuôuô(2x) 
            A7    Em        A7  Em            A7        Em 
Balança o chão da praça Ô u ô u ô balança o chão da praça 
   A7  Em           A7        Em        A7  Em                        A7 
Ô u ô u ô balança o chão da praça  Ô u ô u ô   b a l a n ç a    o    c h ã o 
           Em    A7   Em 
da         praça  Ôuôuô


Chame gente
Tom: E 
E                                                    F#m   B7 
La laia laia, la laia laia, la laia laia laia laia laia 
E                                                F#m B7 
La laia laia, la laia laia, la laia laia laia laia la 
E           C            D7        G 
Ah! imagina só que loucura essa mistura 
     Em                C         B7        E 
Alegria, alegria é o estado que chamamos Bahia 
            C                   D7    G        Em        C         B7 
De Todos os Santos, encantos e Axé, sagrado e profano, Paroano é carnaval 
E                                    C                 D7 
Do corredor da história, Vitória, Lapinha, Caminho de Areia 
G                    Em                  C                         B7 
Pelas vias, pelas veias, escorre o sangue e o vinho, pelo mangue, Pelourinho 
E                                     C                     D7 
A pé ou de caminhão não pode faltar a fé, o carnaval vai passar 
G                 Em                C                         B7 
Da Sé ao Campo-Grande somos os Filhos de Gandhi, de Dodô e Osmar 
           D7                          G 
Por isso chame, chame, chame, chame gente 
                 B7                    Em      C        B7 
Que a gente se completa enchendo de alegria a praça e o poeta 
           D7                          G 
É um verdadeiro enxame, chame chame gente 
            B7                      Em         C        B7 
Que a gente se completa enchendo de alegria a praça e o poeta 
E ...   C            B7 
Ah!...a praça e o poeta. 
E 
Ah! 


Brasil pandeiro
Tom: C
Intro: (G) C C# Dm G C C# Dm G
          C          C#        Dm           G     C
Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor
           C7                                       F
Eu fui na TENGA, fui pedir ao Padroeiro para me ajudar
         G#         G              Dm            G
Salve o Morro do Vintém, Pendura a saia eu quero ver
          Dm        G            Dm           G     C    G7
Eu quero ver o tio Sam tocar pandeiro para o mundo sambar
       C           C#        Dm          G   C
O Tio Sam está querendo conhecer a nossa batucada
        C7                                        F
Anda dizendo que o molho da baiana melhorou seu prato
        G#       G         Dm      G
Vai entrar no cuzcuz, acarajé e ABARÁ
          Dm          G         Dm        G     C  C#
Na Casa Branca já dançou a batucada de ioiô, iaiá
    F          G             Em
Brasil, esquentai vossos pandeiros
      Am        Dm                G        C  C#
Iluminai os terreiros que nós queremos sambar
F          G         Em               Am          Dm
  Há quem sambe diferente noutras terras, noutra gente
       G          C  C#
Num batuque de matar
     F                  G            Em
Batucada, Batucada, reunir nossos valores
       Am            Dm
AS HISTORINHAS e cantores
       G               C             C#
Expressão que NÃO TEM PAR, ó meu Brasil
       F          G             Em
  |Brasil, esquentai vossos pandeiros
2x|      Am        Dm                G        C  C#
  |Iluminai os terreiros que nós queremos sambar
   G7     C      G7     C
Ô, ô, sambar, iêiê, sambar...
             G7     C               G7     C
Queremos sambar, ioiô, queremos sambar, iaiá
Obs.: As palavras em MAIÚSCULAS representam dúvidas.


Lá vem o Brasil descendo a ladeira
Tom: D
Intro: D Bm A7
D               Bm                    A7
Quem desce do morro não morre no asfalto
                              D
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
D             Bm                A7
Na bola, no samba, na sola, no salto
                               D
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
D                Bm           A7
Da sua escola é passista primeira
                            D
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
D              Bm              A7
No equilíbrio da lata não é brincadeira
                           D
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
         C#7          C7     B7
E toda cidade que andava quieta
                                   Em
Naquela madrugada acordou mais cedo
               F#              Bm
Arriscando um verso gritou o poeta
              E                     A7
Respondeu o povo num samba sem medo
       D        C#7         C7       B7
E enquanto a mulata em pleno movimento
                                Em
Com tanta cadência descia a ladeira
              Gm               D
A todos mostrava naquele momento
   B7        Em        A7       D
A força que tem a mulher brasileira


Preta pretinha
Tom: A7
   (A7                       D)
Enquanto eu corria, assim eu ia
Lhe chamar enquanto corria a barca                  (2x)
Por minha cabeça não passava
Só, só, somente só
Assim vou lhe chamar, assim você vai ser             (2x)
   
G      Gm  F#m    B7  E
Lá iá lá lá iá,  lá lá lá iá, lá iá
A7      G        D
Preta, preta, pretinha                                (4x)
       (A7          D)
Abre a porta e a janela e vem ver o sol nascer         (2x)
Eu sou um pássaro que vivo avoando
Vivo avoando sem nunca mais parar
Ai, ai, ai, ai saudade não venha me matar             (2x)


Lenda do Pégaso
Tom: D
Intro: D
          D                   A7          D
Era uma vez, vejam vocês, um passarinho feio
                    A7                 D
Que não sabia o que era, nem de onde veio
 D                   A7          D
Então vivia, vivia a sonhar em ser o que não era
 A7                 D
Voando, voando com as asas, asas da quimera
     Dm             Am               Gm                  F
Sonhava ser uma gaivota porque ela é linda e todo mundo nota
   Bb                A7         E        Eb
E naquela de pretensão queria ser um gavião
             D7                                Gm
E quando estava feliz, feliz, ser a misteriosa perdiz
                       Dm                 Bb      A7       D
E vejam, então, que vergonha quando quis ser a sagrada cegonha
REFRÃO
D                   A7          D
E com a vontade esparsa sonhava ser uma linda garça
A7                 D
E num instante de desengano queria apenas ser um tucano
D                   A7          D
E foi aquele, aquele ti-ti-ti quando quis ser um colibri
A7                 D
Por isso lhe pisaram o calo e aí então cantou de galo
REFRÃO
Dm             Am               Gm                  F
Sonhava com a casa de barro, a do joão-de-barro, e ficava triste
Bb                A7         E        Eb
Tão triste assim como tu, querendo ser o sinistro urubu
D7                                Gm
E quando queria causar estorvo então imitava o sombrio corvo
A7                 D
E até hoje ainda se discute se é mesmo verdade que virou abutre
REFRÃO
D                   A7          D
E quando já estava querendo aquela paz dos sabiás
A7                 D
Cansado de viver na sombra, voar, revoar feito a linda pomba
D                   A7          D
E ao sentir a falta de um grande carinho então cantava feito um canarinho
A7                 D
E assim o passarinho feio quis ser até pombo-correio
Dm             Am               Gm                  F
Aí então Deus chegou e disse: Pegue as mágoas
Bb                A7         E        Eb
Pegue as mágoas e apague-as, tenha o orgulho das águias
D7                                Gm
Deus disse ainda: é tudo azul, e o passarinho feio
A7                 D
Virou cavalo voador, esse tal de Pégaso


Pombo correio
Tom: G
Intro: (D7 Gm F Eb D7)  D/C  G/B  D7
           G
Pombo correio voa depressa
                                D7
E esta carta leva para o meu amor
        B7                        Em
Leva no bico que eu aqui fico esperando
         A7                             D7
Pela resposta que é prá saber se ela ainda gosta de mim
           G
Pombo correio se acaso um desencontro
        E7                          A7
Acontecer não perca nem um só segundo
       Cm6              Bm7   Em
Voar o mundo se preciso for
          Am7          D7       G
O mundo voa mas me traga uma notícia boa
           G
Pombo correio voa ligeiro
                                         D7
Meu mensageiro e essa mensagem de amor
        B7                      Em
Leva no bico que eu aqui fico cantando
                 A7
Que é prá espantar essa tristeza
            D7
Que a incerteza que o amor traz
           G
Pombo correio nesse caso eu lhe conto
           E7                         Am
Por estas linhas a que ponto quer chegar
         Cm6            Bm7    Em
Meu coração o que mais gosta
           Am7          D7        G
Voltar prá mim seria assim a melhor resposta


Meninas do Brasil
Tom: E
Intro: (E E7M E7 A6 G#m F#m A/E Eb B7)
E       E7M          E7                      A6
Três meninas do Brasil, três corações democratas
        G#m         F#m           A/E    Eb
Tem moderna arquitetura ou simpatia mulata
          B7               E            C#7           F#m
Como um cinco fosse um trio, como um traço um fino fio
      F#7        F#m                B7
No espaço seresteiro da elétrica cultura
  E      E7M       E7                 A6
Deus me faça brasileiro, criador e criatura
      G#m         F#m           A/E    Eb           
Um documento da raça pela graça da mistura
   B7               E            C#7           F#m                
Do meu corpo em movimento, as três graças do Brasil
       B7            E
Têm a cor da formosura
 E       E7M          E7                      A6
Se a beleza não carece de ambição e escravatura
G#m         F#m           A/E    Eb
E a alegria permanece e a mocidade me procura
B7               E            C#7           F#m
Liberdade é quando eu rio na vontade do assobio
F#7        F#m                B7
Faço arte com pandeiro, matemática e loucura
REFRÃO
E       E7M          E7                      A6
Serenatas do Brasil, eu serei três serenatas
G#m         F#m           A/E    Eb
Uma é o coração febril, a outra é o coração de lata
B7               E            C#7           F#m
A terceira é quando eu crio na canção um desafio
F#7        F#m                B7
Entre o abraço do parceiro e um pedaço de amargura
REFRÃO
E       E7M          E7                      A6
Se eu ganhasse o mundo inteiro, de Amélia a Doralice
G#m         F#m           A/E    Eb
De Emília a Carolina, e os mistérios de Clarice
B7               E            C#7           F#m
Se teu nome principia, Marina no amor Maria
F#7        F#m                B7
Só faria melodias com a beleza das meninas
Refrão
E       E7M          E7                      A6
Quando o povo brasileiro viu Irene dar risada
G#m         F#m           A/E    Eb
Clementina no terreiro restaurando a batucada
B7               E            C#7           F#m
Muito além de um quarto escuro, nos olhos da namorada
F#7        F#m                B7
Eu sonhava com o futuro das meninas do Brasil
Refrão


Santa fé
Tom: D
              D            
Ba ba ba ba bateu, bateu meu coração
       F#m   Fm  Em  A7   D
Minha cabeça en lou que ceu
        
Ta ta ta ta ta também tocou
                  F#m         Fm Em  A7   D
Falou pro nosso amor falou e de sa pa re ceu
    A7
E Deus
  D                Em               A7
Deus e o Diabo na Terra sem guarda-chuva
                     D   Db C
Sem bandeira, bem ou mal
  B7                  Em    Gm
Ninguém destrói essa guerra
             D      A7         D
Plantando brisa e colhendo vendaval
D                 Em                  A7
Não sou nenhum São Tomé no que eu não vejo
              D  Db C
Eu ainda levo fé
 B7             Em  Gm
Eu quero a felicidade
          Dm         A7          Dm
Mas a tristeza anda pegando no meu pé
                          C                     F
Tem gente falando com a lua, gente chorando na praça
Bb              A7                     Dm
Menino querendo rango, nego bebendo cachaça
                   C7                       F
E a cada minuto que passa tem muita gente chegando
Bb                          A7                       Dm
Tem muita gente chegando, pagando pagando pagando pra ver


A lua e o mar
Tom: C
Intro: C G7 C G7
C           G7               C        G7
De canoa quebrada até Cochabamba
            C    G7              C
Ela dança lambada, ela baila la bamba
                 G7                C    G7
Ela baila, ela baila ela baila La bamba
              C    G7          C   G7
Ela vai pra Bahia ele vem de Luana
              C  G7           C           G7
Ela chega de dia essa nega vadia, vadia vadia
            C   G7           C
De noite se manda a lua e o mar
G7          C
 A lua e o mar
G7        C
A lua e o mar
G7         C
A lua e o mar
G7         C
A lua e o mar
G7          C
A lua e o mar
   G7
A lua
C    Dm             G7     C
Vai querer me seguir, vai querer me guiar
E7        Am        D7    G7
Pra bem longe daqui me levar
 C        Dm       G7        C
Deixa a noite cair, deixa o sol levantar
 E7    Am          D7  G7  C
Deixa o rio correr para o mar


Sintonia
Tom: D
Intro: D D5+ G Em A7 Em A7 D D5+ G Em A7 Em E7 A7
 Dm         
Escute essa canção que é pra tocar no rádio
                  Gm                 Em
No rádio do seu coração. Você me sintoniza
                   A7           Dm
E a gente então se liga nesta estação
D7             Gm          Em    A7        Dm
Aumenta o seu volume que o ciúme não tem remédio
         Em     A7        Dm       D7 
Não tem remédio não tem remédio não
  D7            Gm          Em    A7        Dm
Aumenta o seu volume que o ciúme não tem remédio
         Em     A7        Dm        A7 
Não tem remédio não tem remédio não
           D           D7M                Ebo     Em
E agora assim aqui pra nós, pelo teu nome não me chama
               B7    Em            A7          D    A7
Você é quem conhece mais a voz do homem que te ama
  D                                          D5+           G
Deixa eu penetrar na tua onda, deixa eu me deitar na tua praia
Em                 A7              Em                 A7
Que é nesse vai e vem nesse vai e vem que a gente se dá bem
                    D    A7
Que a gente se atrapalha