Milton Nascimento

 

Cio da Terra

Am           G
Debulhar o trigo
      C   F  C  F  C  C  F
Recolher cada  bago  do  trigo
F      C   F       C  F   C                   G7M
Forjar no trigo o milagre do pão e se fartar de pão
Decepar a cana
Recolher a garapa da cana
Roubar da cana a doçura do mel, se lambuzar de mel
Afagar a terra
Conhecer os desejos da terra
Cio da terra a propícia estação, e fecundar o chão


Ponta de Areia

A          A7M    C#m7 D7M    D/A       Bm7           D/E  A
Ponta de areia, ponto final    da Bahia-Minas, estrada natural
Que ligava Minas ao porto, ao mar, caminho de ferro mandaram arrancar
Velho maquinista com seu boné lembra o povo alegre que vinha cortejar
Maria Fumaça não canta mais, para moças flores, janelas e quintais
Na praça vazia um grito, um ai, casas esquecidas, viúvas nos portais


Paula e Bebeto

D                  C
Ê vida, vida, que amor brincadeira, à vera
Eles se amaram de qualquer maneira, à vera
C                       G         D
Qualquer maneira de amor vale à pena
Qualquer maneira de amor vale amar
Pena, que pena, que coisa bonita, diga
Qual a palavra que nunca foi dita, diga
Qualquer maneira de amor vale aquela / amar / à pena / valerá
E                  D
Eles partiram por outros assuntos, muitos
Mas no meu canto estarão sempre juntos, muito
Qualquer maneira que eu cante este canto
Qualquer maneira me vale cantar
Eles se amam de qualquer maneira, à vera
Eles se amam é prá vida inteira, à vera
Qualquer maneira de amor vale o canto
Qualquer maneira me vale cantar
Qualquer maneira de amor vale aquela
Qualquer maneira de amor valerá
Pena, que pena, que coisa bonita, diga
Qual a palavra que nunca foi dita, diga
Qualquer maneira de amor vale o canto / me vale cantar
Qualquer maneira de amor vale aquela / valerá


Solar

Intr: C  C7M  F/C  F/G
C                     C7M
Venho do sol, a vida inteira no sol
     C6               C         C/D  D7
Sou filho da terra do sol, hoje escuro
          F            G         E7    Am
O meu futuro é luz e calor de um novo mundo eu sou
            Em/G           D/F#  Dm/F
E um mundo novo será mais claro
Dm7    E5+/7    E7      Am     D/F#      Dm/F      C/E
Mas é no velho   que procuro o jeito mais sábio de usar
   F        Bb        C        F        Bb    G7    C
A força que o sol me dá, canto o que eu quero viver
                 C/E
É o sol, somos crianças ao sol
        C/G                              C/D    D7
A aprender, a viver e a sonhar, e o sonho é belo
                   G     F/A      G/B   C  F/C   C
Pois tudo ainda faremos, nada está no lugar
F/A     G/B         C   F/C  C   F/A    G/B    G7   C   G   Am   C/D   D/E
Tudo está por pensar,          tudo está por criar
Am7                                      D/E
Saí de casa para ver outro mundo, conheci
G/A                 D7M       D4
Fiz mil amigos nas cidades de lá
          D7/9       D7             Dm7          G5+/7    F/G
Amigo, é o melhor lugar mas me lembrei do nosso inverno azul
            C                     C/E
Eu quero é viver o sol, é triste não termos sol
         C/G               F6/11+    E7  Am7M  Am7
É triste não ter o azul todo dia      a nos    alegrar
            C/D   D7        F/G   G7      B   C
Nossa energia solar irá nos iluminar o caminho


Nascente

Intr: Dm7  Em7  Eb7M  Em7  C/E  Eb7M  Dm7  C#7M  Bb/C  C7
   F7M     Em7  A5+/7  Dm   Dm/C   Bb7M   Gm7   Em7   A5+/7
Clareia manhã,    o   sol   vai esconder  a clara estrela
   Dm  Dm/C   Bb7M  Am7    Gm7       F/A Bb7M   G/B  F  G/F
Ardente,      pérola no     céu    refletin...do     teus olhos
  Dm   Dm/C   Bb7M  Gm7    Em7  A5+/7    Dm  Dm/C
A luz do dia a contemplar teu cor...po    sedento
Bb7M  F/A   Gm7   Bb7M  G/B     F   G/F
Louco de prazer e dese...jos    ardentes


Itamarandiba

(C  G)              D7  G
No meio do meu caminho sempre haverá uma pedra
(Am  G)           Am  Em    C       D       Em
Plantarei a minha ca...sa   numa cidade de pedra
A4/7            A7            G/D     D7    G7M
Itamarandiba, pedra corrida, pedra miúda rolando sem vida
Em              Bm               F#m    C            D      Em
Como é miúda e quase sem brilho a vida  do povo que mora no vale
No caminho dessa cidade passarás por Turmalina
Sonharás com Pedra Azul, viverás em Diamantina
REFRÃO
No caminho dessa cidade as mulheres são morenas
Os homens serão felizes como se fossem meninos
REFRÃO


Cavaleiros do céu

   Em                      G
Vaqueiro do Arizona, desordeiro e beberrão
   Em                     G#m
Corria em seu cavalo pela noite no sertão
   Em                       A7            Em
No céu, porém, a noite ficou rubra num clarão
   C              C#m          Em
E viu passar num fogaréu um rebanho no céu
       G A      Em     C   Am7*   Em7
Y-pi-a-ê, y-pi-a-ô, correndo pelo céu
A rubras ferraduras punham brasas pelo ar
E os touros como fogo galopavam sem cessar
E atrás vinham vaqueiros como loucos a gritar
Vermelhos a queimar também, galopando pro além
Y-pi-a-ê, y-pi-a-ô, seguindo para o além
Centelhas nos seus olhos e o suor a escorrer
Sentindo o desespero da boiada se perder
Chorando a maldição de condenados a viver
A perseguir, correndo ao léu, um rebanho no céu
Y-pi-a-ê, y-pi-a-ô, correndo pelo céu
Um dos vaqueiros, ao passar, gritou dizendo assim:
"Cuidado, companheiro, ou tu virás prá onde eu vim
Se não mudas de vida tu terás o mesmo fim
Querer pegar no fogaréu um rebanho no céu"
                                C#m    Em
Y-pi-a-ê, y-pi-a-ô, correndo pelo céu               (2x)
     C    Am7  Em7
Correndo pelo céu


Caçador de mim

Intr: C  C4  C  C4
C                   C7M
Por tanto amor, por tanta emoção,
  F/G           Am     Am/G
A vida me fez assim
F7M            C/E              F/G            C    C4    C    C4
Doce ou atroz, manso ou feroz, eu caçador de mim
Preso a canções, entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
                                                      C   C4   C   E/G#
Vou me encontrar longe do meu lugar, eu, caçador de mim
Am              Em/G            F7M
Nada a temer senão o correr da luta
Dm7            G4/7             C      E/G#
Nada a fazer senão esquecer o medo
Am            Em/G           F#m5-/7    F7M
Abrir o peito à força numa procura
Dm7          F/G                C   C4   C   C4
Fugir às armadilhas da mata escura
Longe se vai sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir o que me faz sentir, eu, caçador de mim


Travessia

Intr: ( A7M  Bm/A )
A7M               D#m7  E/D         A7M      Bm/A   A7M
Quando você foi embora       fez-se noite em meu viver
                  E/G#    F#m7    Bm7     G/A    A7     D7M
Forte eu sou mas não tem jeito,   hoje eu tenho que chorar
           G7M   G#m5-/7  C#m7    F#m7    F#m/E     D#m7    E/D
Minha casa não é minha,    e nem é meu    este    lugar
      A7M   Bm/A    A7M    F#m7     Bm7    E7/9   A7M
Estou só e   não  resisto,     muito tenho prá   falar
        A7M       G/A   F#m7                  C#m7
Solto a voz nas estradas,    já não quero parar
       D7M        E/D   F#m7         Bm7       E7/9
Meu caminho é de pedras,     como posso sonhar
       A7M     G/A    F#m7                C#m7
Sonho feito de brisa,      vento vem terminar
      D7M         D/E   Bm7         E7/9        A7M
Vou fechar o meu pranto,     vou querer me matar
Introdução
A7M              D#m7   E/D          A7M    Bm/A   A7M
Vou seguindo pela vida        me esquecendo de você
        E/G#         F#m7   Bm7         G/A    A7   D7M
Eu não quero mais a morte,       tenho muito que viver
             G7M  G#m5-/7  C#m7        F#m7       F#m/E      D#m7    E/D
Vou querer amar de novo        e  se não der   não vou     sofrer
       A7M    Bm/A  A7M    F#m7           Bm7    E7/9     A7M
Já não sonho, hoje   faço       com meu braço o meu   viver


Canção da América

Intr: D  D  D  D,        D D9 D D C C C,
       Cm Cm Cm Cm G G G, C C D D D G D
C/E               D7             G      Em7   D/F#
Amigo é coisa prá se guardar debaixo de sete chaves
C/E        D7    G  Am7                D   D/C      D/A     D/F#   G   Am7   G
Dentro do coração, assim falava a canção que na América ouvi
              Em7             A7                 C/E   D   D4   D
Mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir
             D  D/C  D/A           C/E     D7           G          C/E         D   D4   D
Mas quem ficou          no pensamento voou com seu canto que o outro lembrou
          D  D/C  D/A           C/E    D7             G          C/E        D7
E quem voou         no pensamento ficou com a lembrança que o outro cantou
C/E               D7             G       Em7       D/F#
Amigo é coisa prá se guardar no lado esquerdo do peito
Am7                        D7             C   G/B   Am7
Mesmo que o tempo e a distância digam não
D         D/C  D/A  D/F#   G   Am7   G
Mesmo esquecendo a canção
          Em7        A7                      C/E   D   D4   D
E o que importa é ouvir a voz que vem do coração
     C/E         D7  C/E           D7
Pois seja o que vier,  venha o que vier
G               C/E     D/F#  C/E          G
Qualquer dia, amigo, eu volto  a te encontrar
Em7                   A7                 C/E    D
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar


Fazenda

Bm7       Gm7
Água de beber
Bm7        Gm7
Bica no quintal
Bm7     Gm7  F#m7
Sede de viver  tudo
E o esquecer
Era tão normal que o tempo parava
(A7M     D/A)
E a meninada respirava o vento
                   C#m7   F#4/7    C#m7         F#4/7
Até vir a noite e os velhos falavam  coisas dessa vida
Bm7    D7M    Bm7    C#m7   Bm7       Gm7   F#m7
Eu era criança, hoje é você,    e no amanhã,     nós
Água de beber
Bica no quintal, sede de viver tudo
E o esquecer
Era tão normal que o tempo parava
(A7M     D/A)
Tinha sabiá, tinha laranjeira, tinha manga rosa
       C#m7      F#4/7
Tinha o sol da manhã
C#m7     F#4/7    Bm7     D7M    Bm7      C#m7
E na despedida   tios na varanda, jipe na estrada
Bm7    Gm7  F#m7
E o coração    lá


Morro Velho

A                   G/A      A7M                        G/A
No sertão da minha terra, fazenda é o camarada que ao chão se deu
A7M                  G/A     A7M                      D7M
Fez a obrigação com força, parece até que tudo aquilo ali é seu
D#m5-/7             G6/7                A7M        G/A
Só poder sentar no morro e ver tudo verdinho, lindo a crescer
     A7M         G/A       A              A4
Orgulhoso camarada, de viola em vez de enxada
Filho do branco e do preto, correndo pela estrada atrás de passarinho
Pela plantação adentro, crescendo os dois meninos, sempre pequeninos
Peixe bom dá no riacho de água tão limpinha, dá pro fundo ver
Orgulhoso camarada, contra histórias prá moçada
F#m         Am        F#m   Am         F#m        Em    F#m    Em
Filho do senhor vai embora, tempo de estudos na cidade grande
F#m    Am            F#m     Am                F#m          Em     F#m
Parte, tem os olhos tristes, deixando o companheiro na estação distante
A      G#m7            G7     F#m    A     G#m7               G7      Bm7    E7
Não esqueça, amigo, eu vou voltar,   some longe o trenzinho ao deus-dará
A                                                          G/A    B/A
Quando volta já é outro, trouxe até sinhá mocinha prá apresentar
Linda como a luz da lua  que em lugar nenhum rebrilha como lá
Já tem nome de doutor, e agora na fazenda é quem vai mandar
E seu velho camarada, já não brinca mais, trabalha


Maria, Maria

   D              D7M         F       G
Maria, Maria é um dom, uma certa magia
     Eb/D       D
Uma força que nos alerta
Bm                 G             C
Uma mulher que merece viver e amar
       E          Bb         D
Como outra qualquer do planeta
Maria, Maria é o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri quando deve chorar
E não vive, apenas agüenta
D    F    G    Eb/D    D
Mas é preciso ter força, é preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria, mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele esta marca
Possui a estranha mania de ter fé na vida
Dm7    Bm7    Gm    Am    Dm7    A5+/7                 (2x)
FINAL: D   D7M   G   Eb/D   D,   Bm   G   C   E   Bb   D    (2x)


Bailes da vida

Intr:  D  D4  D
D                                    D7M
Foi nos bailes da vida, ou num bar em troca de pão
Am7                                C
Que muita gente boa pôs o pé na profissão
C7M                         Em7
De tocar um instrumento e de cantar
A4/7                  A7                 D
Não importando se quem pagou quis ouvir, foi assim
D                                D7M
Cantar era buscar o caminho que vai dar no sol
D6                                    Am7
Tenho comigo as lembranças do que eu era
C                           Em7
Para cantar nada era longe, tudo tão bom
A4/7             A7           D                    D    D4    D
'Té a estrada de terra na boléia de caminhão, era sim
D                                   D7M
Com a roupa encharcada e a alma repleta de chão
Am7                             C
Todo artista tem de ir aonde o povo está
Em7          A4/7       A7
Se foi assim, assim será
Em7             A4/7              A7         D             D4    D
Cantando me disfarço e não me canso de viver nem de cantar
FINAL: F  F7M  F6  Cm7  Eb7M   Gm   C4/7  C7
       D  D7M  D6  Am7  C7M    Em7  A4/7  A7


Rouxinol
Tom: F
 F       C       
 Rouxinol tomou conta
 Bb       A4 A
 do meu viver
    Bb              F        
 Chegou quando procurei
   Bb              A4  A
 Razao pra poder seguir
F           C
 Quando a musica ia
 Bb        A4 A
 quase fiquei
 Dm         Dm7    Bb
 Quando a vida chorava
      C  
 mais que eu gritei
 Dm      Dm7
 Passaro deu
                      Bbm          
 a volta ao mundo brincava
 F    C
 rouxinol me ensinou
 Bb             C7/4
 que eh soh nao temer
 F              C7/4        
 Cantou se hospedou
    F
 Em mim
Bb          A4      A
 Todos os passaros, anjos
Dm          G    
 dentro de nos
 Bb       C7/4        Bb                  3 vezes
 Uma harmonia trazida dos                    
        F C Bb A4 A Dm A4 A C7/4 F 
 rouxinois


Resposta
Tom: A
A                A5+ 
Bem mais que o tempo que nós 
          D 
Perdemos ficou pra trás 
          F 
Também o que nos juntou 
A               A5+ 
Ainda me lembro que eu estava lendo 
D                 F 
Só pra saber o que você achou 
        F#m         F#m7+ 
Dos versos que eu fiz e 
D6              A      D  A 
Ainda espero resposta
 
(solo) A D 
A                   A5+ 
Desfaz o vento o que há por dentro 
D                          F 
Desse lugar que ninguém mais pisou 
A                       A5+ 
Você está vendo o que está acontecendo 
D                        F 
Nesse caderno sei que ainda estão 
F#m         F#m7+     D6 
Os versos seus, tão meus que peço 
F#m          F#m7+     D6 
Nos versos meus, tão seus que esperem 
Que os aceite 
A          Bm 
Em paz eu digo que eu sou 
     D                A 
o antigo do que vai adiante 
             Bm 
Sem mais eu fico onde estou 
D                     A 
Prefiro continuar distante 
(solo) A D A D
A                      A5+ 
Bem mais que o tempo que nós perdemos 
D 
Ficou pra trás 
          F 
Também o que nos juntou 
A                   A5+ 
Ainda me lembro que eu estava lendo 
D                      F 
Só pra saber o que você achou 
F#m            F#m7+  D6 
Dos versos seus, tão meus que peço 
F#m          F#m7+    D6 
Dos versos meus tão seus que esperem 
             
Que os aceite 
A          Bm 
Em paz eu digo que eu sou 
     D                A 
o antigo do que vai adiante 
             Bm 
Sem mais eu fico onde estou 
D                     A 
Prefiro continuar distante 
solo


Coração de estudante
Tom: Bb
 Bb/C                    F
     Quero falar de uma coisa
                    Gm7
  Adivinha onde ela anda
                       Bb
  Deve estar dentro do peito
  C7 C/Bb  C/A   A7   Dm7 F7
  Ou  ca...minha pelo ar
                     F    Bbm/F
  Pode estar aqui do lado
                        F     Dm7
  Bem mais perto que pensamos
                  Bb
  A folha da juventude
           Gm7          Bb  C7
  É o nome certo desse amor
                     F
  Já podaram seus momentos
                   Gm7
  Desviaram seu destino
                   Bb
  Seu sorriso de menino
   C7 C/Bb  C/A    A7   Dm7 F7
  Quantas vezes se escondeu
                       F    Bbm/F
  Mas renova-se a esperança
                      F  Dm7
  Nova aurora a cada dia
                        Bb    C7
  E há que se cuidar do broto
                        Dm7  C7 F    C7 F Gm7 Bb C7 A7 Dm7 F7
  Pra que a vida nos dê flor e fruto
  F Bbm/F F Dm7 Bb Gm7 Bb C7
 C7                F
   Coração de estudante
                      Gm7
  Há que se cuidar da vida
                      Bb
  Há que se cuidar do mundo
  C7   C/Bb  C/A A7    Dm7  F7
  Tomar   conta  da amizade
                  F     Bbm/F
  Alegria e muito sonho
                  F
  Espalhados no caminho
  Dm7                   Gm7
  Verdes plantas e sentimento
  C7      Bb/D     C7        F
  Folhas coração juventude e fé


San Vicente
Tom: A
A        D          E
Coração ame.......ricano
  D                  E
acordei de um sonho estranho
A                    D
Um gosto de vidro e corte
                C#m
Um sabor de chocolate
    D      A    E      A
No corpo e na cida.....de
     E              F#m
Um sabor de vida e morte
            B7
Coração americano
      D              A     
Com sabor de vidro e corte
A D E D A C G E 
 A       D         E
A espera na fila imensa
  D                E
E o corpo negro se esqueçeu
 A             D
Estava em San Vicente
                C#m
A cidade e suas luzes
 D        A      E      A
Estava em San Vicen.....te
      E           F#m
As mulheres e os homens
            B7
Coração americano
      D                A
Com sabor de vidro e corte
A D E D A C G E  
  A     D          E
As horas não se contavam 
        D            E
E o que era negro anoiteceu
  A             D
Enquanto se esperava
                  C#m
Eu estava em San Vicente
  D       A       E    A
Enquanto acon....tecia
 E                F#m
Eu estava em San Vicente
           B7
Coração americano
      D               A
Com sabor de vidro e corte


Coisas da vida
Tom: F
Intro: Bm
Bb/c       F
nunca é igual
              F7+
se for bem natural
           Db/Eb
se for de coração
         Eb/F
além do bem e do mal
          F6
coisas da vida
     F
o amor enfim
         F7+
ficou senhor de mim
       Db/Eb
e eu fiquei assim
          Eb/F
calado, sem latim
           F6
coisas da vida
Bm5-/7                Db/Eb
coma  foi que eu cheguei aqui
   F/A                     D7/9-
quem me diria que esse era meu fim
            Db/Eb
olho no teu olhar
            Eb/F
a testa de estar
              F6
de bem com a vida
   Bm5-/7
o luar    girou
           Db/Eb
a sorte me pegou
tesouro
F/A                  D7/9-
te encontrarei sem garimpar
           Db/Eb
no ouro da  paixão
            Eb/F
na febre da paixão
          F
então em mim
( F6 )
ser o senhor e ser a presa
é um mistério, a maior beleza
amor é dom da natureza
                        Bb/C
amar é lago que não escravisa
          F
nunca é igual
              F7+
se for bem natural
           Db/Eb
se for de coração
            Eb/F
além do bem e do mal
          F6
coisas da vida. . .


Cálix Bento
Tom:  D
Intro: (D   G   Em   A7)
D         A7        D
ó deus salve o oratório
      A7          D
ó deus salve o oratório
    D7           G        Em      A7
onde deus fez a morada, oiá meu deus
         D            G   Em   A7  
onde deus fez a morada, oiá
D      A7            D
onde mora o cálix bento
      A7            D
onde mora o cálix bento
      D7         G         Em       A7
e a hóstia consagrada, oiá meu deus
              D        G  Em   A7
e a hóstia consagrada, oiá
D         A7       D
de jessé nasceu a vara
     A7             D
de jessé nasceu a vara
      D7                  G    Em      A7
e da vara nasceu a flor, oiá meu deus
    A7           D      G   Em   A7
da vara nasceu a flor, oiá
D      A7         D
e da flor nasceu maria
    A7            D
e da flor nasceu maria
    D7         G       Em      A7
de maria o salvador, oiá meu deus
      D              G   Em   A7   D
de maria o salvador, oiá
volta ao início


Clube da Esquina 2
Tom: F7+
F7+                     Em7
    Porque se chamava moço
                     Dm7
Também se chamava estrada
                Em7
Viagem de ventania
F7+                             Em7
    Nem se lembra se olhou pra trás
                           Dm7
Ao primeiro passo, asso, asso
                                Em7
Asso, asso, asso, asso, asso, asso
F7+                    Em7
    Porque se chamavam homens
                   Dm7
Também se chamavam sonhos
             Em7
E sonhos não envelhecem
F7+                   Em7
    Em meio a tantos gases lacrimogênios
       Dm7
Ficam calmos, calmos
 Em7                  F7+  Em7  Dm7  F/G
Calmos, calmos, calmos
Dm7     C7+          Bm7/5-  Dm/C  G/B  G
E lá se vai mais um dia
F7+                    Em7
    E basta contar compasso
                  Dm7
E basta contar consigo
                      Em7
Que a chama não tem pavio
F7+                    Em7
    De tudo se faz canção
         Dm7
E o coração na curva
                     Em7     F7+  Em7  Dm7  F/G
De um rio, rio, rio, rio, rio
E lá se vai...
E lá se vai...
F/G                      Em/G  
   E o rio de asfalto e gente
                 Dm7/G
Entorna pelas ladeiras
              Em7
Entope o meio-fio
F7+                       Em7
    Esquina mais de um milhão
                          Dm7
Quero ver então a gente, gente
                      Em7        F7+  Em7  Dm7  Am7
Gente, gente, gente, gente, gente
Dm7     Am7
E lá se vai vai vai


Beatriz
Tom: D
D                    Em                    D7+
Olha, será que ela é moça, será que ela é triste
                 G7+                  G#o               D
Será que é o contrário, será que é pintura o rosto da atriz
        D5+            D6              D7                F#m
Se ela dança no sétimo céu, se ela acredita que é outro país
                           G/A                          A7/5-   A7
E se ela só decora o seu papel e se eu pudesse entrar na sua vida
D                   Em                   D7+
Olha, será que é de louça, será que é de éter
              G7+              G#o                 D
Será que é loucura, será que é cenário a casa da atriz
      D5+               D6             D7                 F#m
Se ela mora num arranha-céu, e se as paredes são feitas de giz
                              G/A                           A7/5-  A7
E se ela chora num quarto de hotel e se eu pudesse entrar na sua vida
Bb7+                         Eb7+
Sim, me leva para sempre Beatriz
                            Bb7+                         Bb7/5+    Eb7+
Me ensina a não andar com os pés no chão, para sempre é sempre por um triz
Ab7/13 Db7+                      B7/9                Bb7+
Ah ........Ah .... Diz quantos desastres tem na minha mão
 F7/5+ Bb7+   Ab7/13           G/A  A7/5-  A7
Diz se é perigoso a gente ser feliz
D                      Em                   D7+
Olha, será que é uma estrela, será que é mentira
             G7+                  G#o             D
Será que é comédia, será que é divina a vida da atriz
           D5+             D6             D7            F#m
Se ela um dia despencar do céu e se os pagantes exigirem bis
                          G/A                             A7/5- A7 D
E se um arcanjo passar o chapéu e se eu pudesse entrar na sua vida


Cigarra
Tom: C
C                 G/B             F/A
Porque você pediu uma canção para cantar
F/G                G#           Am
Como a cigarra arrebenta de tanta luz
 Am/G              F    F/G    Bb/C
E enche de som o ar
C                G/B                F/A
Porque a formiga é a melhor amiga da cigarra
F/G              G#            Am
Raízes da mesma fábula que ela arranha
Am/G        F    Bb/C
Tece e espalha no ar
F                C/E              Bb/D
Porque ainda é inverno em nosso coração
C                 G/B
Essa canção é para cantar
F/A               F/G        F
Como a cigarra acende o verão
G#     Am      G7     (C   G/B   F/A   G#   C/G   G7)
E ilumina o ar


Nada será como antes
Tom: Dm7
Dm7
Eu já estou com o pé na estrada
                         Cm7
Qualquer dia a gente se vê
        F7              Bb7+       Eb7+
Sei que nada será como antes, amanhã
     Gm7
Que notícias me dão dos amigos?
     Am7
Que notícias me dão de você?
   Dm7
Alvoroço em meu coração
    G7
Amanhã ou depois de amanhã
                         F#7      F7        E7 Eb7+
Resistindo na boca da noite um gosto de sol
      Dm7
Num domingo qualquer, qualquer hora
                             Cm7
Ventania em qualquer direção
         F7             Bb7+      Eb7+
Sei que nada será como antes amanhã
     Gm7
Que notícias me dão dos amigos?
     Am7
Que notícias me dão de você?
        Dm7
Sei que nada será como está
    G7
Amanhã ou depois de amanhã
                         F#7      F7        E7 Eb7+
Resistindo na boca da noite um gosto de sol
Dm7 C7+ Cm7 Gm7 (Bb7/4 Bb7/9 Gm7/4 Gm7)
      Dm7
Num domingo qualquer, qualquer hora


Beco do Mota
Tom: Dm
Dm7/C                 Em7/D
Clareira na noite, na noite
 C
Procissão deserta, deserta
                        G/B   Dm7/A      Bb/C
Nas portas da arquidiocese desse meu país
Dm7/C                Em7/D
Procissão deserta, deserta
 C
Homens e mulheres na noite
                        G/B  Dm7/A       Bb/C
Homens e mulheres na noite desse meu país
F7+
Nessa praça não me esqueço
             Em7/9
E onde era o novo fez-se o velho
Colonial vazio
F7+
Nessas tardes não me esqueço
             Em7/9
E onde era o vivo fez-se o morto
Aviso pedra fria
C         C/B
Acabaram com o beco
        C/Bb          F7+
Mas ninguém lá vai morar
              Dm7
Cheio de lembranças vem o povo
  Em7/9
Do fundo escuro do beco
Dm7                  A7/4
Nessa clara praça se dissolver
F7+
Pedra, padre, ponte, muro
            Em7/9
E um som cortando a noite escura
Colonial vazia
F7+
Pelas sombras da cidade
          Em7/9
Hino de estranha romaria
Lamento água viva
C
Acabaram com o beco...
Dm7/C                Em7/D
Procissão deserta, deserta
C
Homens e mulheres na noite
                      G/B   Dm7/A       Bb/C
Homens e mulheres na noite desse meu país
Dm7/C             Em7/D
Na porta do beco estamos
 C
Procissão deserta, deserta
                        G/B Dm7/A       Bb/C
Nas portas da arquidiocese desse meu país
Dm7/C                  Em7/D
Diamantina é o Beco do Mota
C
Minas é o Beco do Mota
                    G/B
Brasil é o Beco do Mota
Dm7/A      Bb/C
Viva o meu país!


Beijo partido
Tom: Em
Intro: (B9/Eb B11+/Eb) (Bb9/D Bb11+/D) Bb/C Bb7+
Em7/11          Asus4     G7+/11+  F#7/11+
Sabe, eu não faço fé nessa minha loucura
B7/5+  Em7/9
E digo
                 G#m7/5-  C#7/9-   F#7/4/13
Eu não gosto de quem me arruina em pedaços
C#7/4/13  C7/4/13  B7/4/13
E Deus é   quem      sabe de ti
Bb7/13   A7/13   D7+/5+  D7+/6   D/C  B7/9-
E eu não mereço um beijo partido
Em7/11              Asus4 G7+/11+   F#7/11+
Hoje não passa de um dia perdido no tempo
 B7/5+  Em7/9                  G#m7/5-
E fico       longe de tudo o que sei
      C#7/9-    F#7/4/13       C#7/4/13
Não se fala mais nisso, eu sei
  C7/4/13  B7/4/13   Bb7/13  A7/13   D7+/5+  D7+/6  D/C  B7/9-
Eu       serei pra você o que não me importa saber
Em7/11              Asus4   G7+/11+   F#7/11+
Hoje não passa de um vaso quebrado no peito
 B7/5+  Em7/11  G#m7/5-  C#7/9-  F#7/4/13  C#7/4/13
E grito
C7/4/13  B7/4/13         G#7/4/13  F#7/4/13
Olha o     beijo partido
B6/9   F#9/A# G#m7/9         Em7/11
Onde estará a rainha que a lucidez escondeu?
A7/9-/11+/13  Em7/11  A7+/6
(solo - primeira parte)
Em7/11              Asus4   G7+/11+   F#7/11+
Hoje não passa de um vaso quebrado no peito...
(Em7/11  A7/9-/11+/13  Em7/11  A7+/6)


Cais
Tom: Cm7
Cm7                  Cm6            Cm7
Para quem quer e soltar invento o cais
        Db/C
Invento mais que a solidão me dá
       Fm/Eb            Gm
Invento lua nova a clarear
           Bbm7/4 Gm7/4    Bbm7/4  Gm7/4   Cm7 Cm6
Invento o amor     e sei a dor    de me lançar
Fm/Eb          Gm
Eu queria ser feliz
        Bbm7/4
Invento o mar
Gm7/4     Bbm7/4 Gm7/4  Cm7 Cm6
Invento em mim   o sonhador
Cm7                   Cm6            Cm7
Para quem quer me seguir eu quero mais
          Db/C
Tenho o caminho do que sempre quis
      Fm/Eb                 Gm
E um saveiro pronto pra partir
        Bbm7/4
Invento o cais
Gm7/4 Bbm7/4  Gm7/4   Cm
E sei  a vez de me lançar


Canção amiga
Tom: Dm
      Dm    Dm7+   Dm7
Eu preparo uma canção
Dm6           Am    Am7+  Am7
Em que minha mãe se reconheça
          Gm7
Todas as mães se reconheçam
           Am7
E que fale como dois olhos
  Dm      Dm7+   Dm7
Caminho por uma rua
Dm6          Am7
Que passa em muitos países
          Gm7
Se não me vêem, eu vejo
  Bb/C              D
E saúdo velhos amigos
       D        D7+
Eu distribuo segredos
          D6
Como quem ama ou sorri
  G/B               G
No jeito mais natural
        C/E          Am
Dois caminhos se procuram
     Dm    Dm7+      Dm7
Minha vida, nossas vidas
            Am7/4
Formam um só diamante
    Gm7
Aprendi novas palavras
Am7                       D
E tornei outras mais belas
Dm  Dm7+  Dm7  Am7/4  Gm7  Am7  D
       D            D7+
Eu preparo uma canção
    D6
Que faça acordar os homens
   G/B                   G  Am7/4
E adormecer as crianças
      Dm           Dm7+
Eu preparo uma canção
   Am7
Que faça acordar os homens
   C7/9     A7/5+    Dm
E adormecer as crianças


Clube da esquina
Tom: C7+
 C7+      Bm7           Am7           C/D
Noite chegou outra vez, de novo na esquina
             C7+          Bm7
Os homens estão todos, se acham mortais
  Am7      C/D            Dm7/5-
Dividem a noite, e lua e até solidão
               C7+                     Cm6
Neste clube, a gente sozinha se vê pela última vez
             C/D
À espera do dia, naquela calçada
                       C7+       Bm7
Fugindo de outro lugar perto da noite estou
Am7       C/D
O rumo encontro nas pedras
   C7+          Bm7        Am7
Encontro de vez um grande país
      C/D                      Dm7/5-
Eu espero, espero do fundo da noite chegar
              C7+
Mas agora eu quero tomar suas mãos
       Cm6
Vou buscá-la aonde for
               C/D
Venha até a esquina
Você não conhece o futuro
                      G6
Que eu tenho nas mãos
         F/G              G7+       C7+
Agora as portas vão todas se fechar
G6          F/G            G7+   Bm7
No claro do dia, o novo encontrarei
C7+     Bm7
E no curral D'El Rey
Am7     C/D                  C7+
Janelas se abrem ao negro do mundo lunar
 Bm7          Am7
Mas eu não me acho perdido
   C/D               Dm7/5-
No fundo da noite partiu minha voz
             C7+
Já é hora do corpo vencer a manhã
      Cm6                    C/D
Outro dia já vem e a vida se cansa na esquina
                                 G7+
Fugindo, fugindo pra outro lugar


Cravo e canela
Tom: C
C/G  G        D     C/G
É morena quem temperou
  G         D     C/G
Cigana quem temperou
   G         D    C/G  G  D  C/G
O cheiro do cravo
  G         D     C/G
Cigana quem temperou
   G        D     C/G
Morena quem temperou
  G         D   C/G  G  D  F7+
A cor da canela
                Em9
A lua morena a dança do vento
            Dm7/9              Em9  F7+
O ventre da noite o sol da manhã
                 Em9
A chuva cigana a dança dos rios
          Dm7/9            Em9 (C/G  G  D)
O mel o cacau o sol da manhã


Durango Kid
Tom: A
Intro: (A9 E5/7)
        A9  E/G# F#m7 D/E      A4  A
Propriamente eu  sou  Durango Kid
 Ebm7/5-    E/D  D/E  A9     E/G#   F#m7
Eu vim trazer,       eu vim mostrar
        D/E          A9   A/G  F#m7
Novo jornal, novo sorriso
        Em7  G  D/E       A9     E5/7
Novo jornal,        novo sorriso
       A9  E/G# F#m7 D/E   A4    A 
Propriamente   dizer  o só exato
   Ebm7/5-   E/D D/E   A9    E/G#  F#m7
Pois hoje eu sou     o que eu fui
          D/E          A9   A/G  F#m7
Não desmenti o meu passado
        Em7  G  D/E            A9    A/G  F#m7
Esse jornal         é o meu revólver
        E/E             A9  A/G  F#m7
Esse jornal é o meu sorriso
        Em7  G  D/E           A9    E5/7  A9  E5/7
Esse jornal         é o meu sorriso


Encontros e despedidas
Tom: F#m
F#m         Bm7                E
    Mande notícias do mundo de lá
         A7+  D7+
Diz quem fica
            G#m7/5-          C#7
Me dê um abraço venha me apertar
       F#m
Tô chegando
          Bm7              E             A7+
Coisa que gosto é poder partir sem ter planos
D7+        G#m7/5-          C#7          F#m
    Melhor ainda é poder voltar quando quero
         Bm7
Todos os dias é um vai-e-vem
             C#m7
A vida se repete na estação
               Dm7
Tem gente que chega pra ficar
              Cm7            Bm7
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
              C#m
Tem gente que vai querer ficar
              Dm7
Tem gente que veio só olhar
               Cm7        Bm7
Tem gente a sorrir e a chorar
    F#m                 Bm7
E assim chegar e partir
            E              G#/A   D7+
São só dois lados da mesma viagem
            G#m7/5-
O trem que chega
           C#7       F#m
É o mesmo trem da partida
       Bm7              E        A7+  D7+
A hora do encontro é também despedida
       G#m7/5-         C#7
A plataforma dessa estação
    F#m              A7
É a vida desse meu lugar
    D7+              G#m7/5- C#7 F#m
É a vida desse meu lugar, é  a   vida


Um girassol da cor de seu cabelo
Tom: Am
Am                   F#m7/5-
   Vento solar e estrelas do mar
          Am/G                F#m7/5-
A terra azul da cor do seu vestido
 Am               F#m7/5-
Vento solar e estrelas do mar
     Am                  F#m7/5-
Você ainda quer morar comigo?
F7+       Bb7           Am7    Em7    F7+   
Se eu cantar, não chore não, é só poesia
         Bb7        Am7    Em7     F7+
Eu só preciso ter você por mais um dia
       Bb7         Am7     Em7      F7+
Ainda gosto de dançar bom dia, como vai você?
Am/G Am                 F#m7/5-
    Sol girassol, verde vento solar
     Am/G                F#m7/5-
Você ainda quer morar comigo?
 Am               F#m7/5-
Vento solar e estrelas do mar
       Am/G                 F#m7/5-
Um girassol da cor de seu cabelo
F7+      Bb7            Am7
Se eu morrer, não chore não
Em7    F7+          Bb7          Am7
É só a lua, é seu vestido cor de mar
Em7     F7+       Bb7        Am7   Em7
É filha nua ainda moro nesta mesma rua
     F7+
Como vai você?
F#m7/5- Am/G                  E/G#    Am  F
Você vem, ou será que é tarde demais?
Dm  E4/7  E7    Am       F           Dm
              O meu pensamento tem a cor
         E7   Am          F             Dm
De seu vestido ou um girassol que tem a cor
       E7      Am         F           Dm
De seu cabelo? O meu pensamento tem a cor
         E&   Am     F                  Dm
De seu vestido ou um girassol que tem a cor
         E7    Am         F           Dm
De seu cabelo? O meu pensamento tem a cor
         E7   Am          F             Dm
De seu vestido ou um girassol que tem a cor
         E7   Am  F  Dm  E4/7  E7
De seu cabelo


Para Lennon e McCartney
Tom: Cm
Cm        Cm7+        Cm7        Cm6
Por que vocês não sabem do lixo ocidental?
Fm7           Gm7        Ab7+
Não precisam mais temer
             Gm7         Fm7
Não precisam da solidão
           Gm7      Ab7+
Todo dia é dia de viver
Cm       Cm7+        Cm7        Cm6
Por que você não verá meu lado ocidental?
Fm7         Gm7       Ab7+
Não precisa medo não
            Gm7        Fm7
Não precisa da timidez
           Gm7       Cm7
Todo dia é dia de viver
Cm7        Gm
Eu sou da América do Sul
Cm7       Gm
Eu sei, vocês não vão saber
Fm7       Gm7         Ab7+
Mas agora sou cowboy
             Gm7           Fm7
Sou do ouro, eu sou vocês
             Gm7            Ab7+
Sou do mundo, sou Minas Gerais
Cm        Cm7+        Cm7        Cm6
Por que vocês não sabem do lixo ocidental?
Fm7           Gm7        Ab7+
Não precisam mais temer
             Gm7         Fm7
Não precisam da solidão
           Gm7      Ab7+
Todo dia é dia de viver
Cm7        Gm
Eu sou da América do Sul
Cm7       Gm
Eu sei, vocês não vão saber
Fm7       Gm7         Ab7+
Mas agora sou cowboy
             Gm7           Fm7
Sou do ouro, eu sou vocês
             Gm7            Ab7+
Sou do mundo, sou Minas Gerais


Maria Solidária
Tom: D
D                 G
Eu choro de cara suja
      A7                 D
Meu papagaio o vento carregou
   A7    D       B7    Em
E lá se foi pra nunca mais
       A7       C       D
Linha nova que pai comprou
 D           G
Dança Maria Maria
           A7              D
Lança seu corpo jovem pelo ar
    A7  D     B7   Em
Ela já vem, ela virá
     A7       C   D
Solidária nos ajudar
                    G
Não fique triste menino
        A7                D
A linha é tão fácil de arranjar
 A7   D           B7    Em
Venha aqui, venha escolher
     A7      C    D
Papagaio de toda cor
D                G
A casa estava escura
          A7              D
No vento forte a chuva desabou
   A7  D      B7      Em
A luz vem, eu aqui estou
     A7           C      D
A rezar na escuridão, e só
 D                 A
Venho do vento da noite
           B7          E
Na luz do novo dia cantarei
 B7       E    C#7   F#m
Brilha o sol,brilha luar
       B7              D  E
Brilha a vida de quem dançar


Fé cega faca amolada
Tom: A
(A/D  G/D  C/D  G/D)
Agora não pergunto mais pra onde vai a estrada
Agora não espero mais aquela madrugada
Vai ser, vai ser, vai ter de ser, vai ser faca amolada
O brilho cego de paixão e fé, faca amolada
(A/D  G/D  C/D  G/D)
Deixar a sua luz brilhar e ser muito tranquilo
Deixar o seu amor crescer e ser muito tranquilo
Brilhar, brilhar, acontecer, brilhar faca amolada
                                             (E7/9+ A7+)
Irmão, irmã, irmã, irmão de fé faca amolada
(A/D  G/D  C/D  G/D)
Plantar o trigo e refazer o pão de cada dia
Beber o vinho e renascer na luz de todo dia
A fé, a fé, paixão e fé, a fé, faca amolada
O chão, o chão, o sal da terra, o chão, faca amolada
Deixar a sua luz brilhar no pão de todo dia
Deixar o seu amor crescer na luz de cada dia
Vai ser, vai ser, vai ter de ser, vai se muito tranquilo
                                            (E7/9+ A7+)
O brilho cego de paixão e fé, faca amolada


Milagre dos peixes
Tom: E7
Intro: E7/4  E7
               A7+             Ab7+
Eu vejo esses peixes e vou de coração
               Em7            Bb/C            E
Eu vejo essas matas e vou de coração à natureza
D#/E  D/E  C#/E  C/E  B/E  Bb/E  E7/4  E7
A               Bb/A Am7               D/A
Telas falam colorido de crianças coloridas
Bb/A  Am7   B/A   Bb/A
De um  gênio televisor
        A                    B/A
E no ardor de nossos novos santos
Am7                D/A
O sinal de velhos tempos
Bb/A  Am7     B/A       Bb/A
Morte, morte, morte ao amor
A7+                A6        A7+
Eles não falam do mar e dos peixes
                                   Am7
Nem deixam ver a moça, pura canção
                    A               Bb/A    A
Nem ver nascer a flor, nem ver nascer o sol
              G        Am7        Em7
E eu apenas sou um a mais, um a mais
    F/A       D#/A            E
A falar dessa dor, a nossa dor
D#/E  D/E  C#/E  C/E  B/E  Bb/E  E7/4  E7
A                   B/A
Desenhando nessas pedras
Am7                     D/A
Tenho em mim todas as cores
Bb/A Am7    B/A     Bb/A
Quando falo coisas reais
        A                B/A
E no silêncio dessa natureza
Am7              D/A
Eu que amo meus amigos
Bb/A   Am7   B/A   Bb/A
Livre, quero poder dizer
               A7+              Ab7+
Eu vejo esses peixes e dou de coração
               Em7            Bb/C   D/E
Eu vejo essas matas e dou de coração


Paisagem na Janela
Tom: C
C           Em7   Am              Em7
Da janela lateral do quarto de dormir
F          G          Em7     Am Am/G
Vejo uma igreja, um sinal de glória
F             G              Em   Am/G
Vejo um muro branco e um vôo pássaro
F         G           Em7  F
Vejo uma grade, um velho sinal
 C         Em7     Am            Em7
Mensageiro natural de coisas naturais
 F          G           Em7   Am   Am/G
Quando eu falava dessas cores mórbidas
 F          G           Em7     Am   Am/G
Quando eu falava desses homens, sórdidos
 F          G          Em7  F
Quando eu falava desse temporal
  Fm            C      C7+/9    Em       Dm7
Você não me escutou (Você não quer acreditar)
Fm                 C     C7+/9    Em       Dm7
Mas isso é tão normal (Você não quer acreditar)
  Fm
E eu era apenas
 C         Em7     Am              Em7
Cavaleiro marginal lavado em ribeirão
 F         G           Em7 Am    Am/G
Cavaleiro negro que viveu  mistérios
 F        G           Em7    Am   Am/G
Cavaleiro e senhor de casa e árvores
 F            G           Em7 F
Sem querer descanso nem dominical
 C         Em7      Am               Em7
Cavaleiro marginal, banhado em ribeirão
 F         G           Em7 Am Am/G
Conheci as torres e os cemitérios
 F         G           Em7    Am Am/G
Conheci os homens e os seus velórios
F         G         Em7 F
Eu olhava da janela lateral
    Fm          C
Do quarto de dormir
  C7+/9   Em        Dm7
Você não quer acreditar
Fm                 C
Mas isso é tão normal


Tudo que você podia ser
Tom: Dm7
Intro: Dm7 Gm7/9 Dm7 Gm7/9
Dm7      Am7/9   Dm7   Am7/9 G#m7/9
Com sol e chuva você sonhava
   Gm7/9    Am7/9
Que ia ser melhor depois
       Gm7/9                Am7/9
Você queria ser o grande herói das estradas
Gm7/9     Am7/9      Dm7 Gm7/9 Dm7 Gm7/9
Tudo que você queria ser
Dm7     Am7/9   Dm7     Am7/9 G#m7/9
Sei um segredo você tem medo
  Gm7/9        m7/9
Só pensa agora em voltar
         Gm7/9               Am7/9
Não fala mais na bota e do anel de Zapata
Gm7/9     Am7/9     Em7/9 Gm7/9
Tudo que você devia ser   sem medo
(Dm7/9 Gm7/9 Em7/9 Am7/9)
Gm7/9           Am7/9
E não se lembra mais de mim
         Gm7/9                 Am7/9
Você não quis deixar que eu falasse de tudo
Gm7/9     Am7/9     Em7/9 Gm7/9
Tudo que você podia ser    na estrada
(Dm7/9 Gm7/9 Em7/9 Am7/9)
Dm7     A7/9       Dm7   Am7/9
Ah! Sol e chuva na sua estrada
   Gm7/9        Am7/9
Mas não importa não faz mal
     Gm7/9              Am7/9
Você ainda pensa e é melhor do que nada
Gm7/9    Am7/9         Em7/9  Gm7/9
Tudo que você consegue ser    ou nada
(Dm7/9 Gm7/9 Em7/9 Am7/9)
Gm7/9       Am7/9
Não importa não faz mal...


Tanto
Tom: Gm
Gm
Meu amor, não leva a mal
Bb/F
Chega de maltratar
Eb/F
Quem só quer bem
                  Ab/Eb Ab/C Ab/Bb
E não tem mais razão de suportar
(Gm Dm4/7)
Tanto
Gm
Sendo assim, não leva a mal
Bb/F              Eb/F
Pára de machucar quem sempre te amou
              Ab/Eb   Ab/C Ab/Bb
E já não tem razão de duvidar
(Gm Dm4/7)
Tanto
A7+       B/A                      G7+
Sua pessoa pára, parava a tarde suspensa
Cm7         Eb/F
Chamo o seu nome
 Cm7       Ab/Bb
E logo se acende a luz
Gm
Sendo assim melhor parar
Bb/F
Cuida pra não cegar
  Eb/F
E nem perceber
                  Ab/Eb  Ab/C  Ab/Bb
Que já não tem razão pra me deixar
(Gm Dm4/7)
Tonto
A7+          B/A                G7+
Sua presença chamava o dia mais cedo
Cm7      Eb/F
Tudo acendia
 Cm7           Ab/Bb      (Gm Dm4/7)
Ficava sempre acesa a luz
(Am Em4/7) Am
           Sem querer injuriar
C/G               F/G
Trata de se ligar você me ganhou
            Bb/F Bb/D   D/F#  G/D
E quem ajoelhou  tem de rezar


O trem azul
Tom: C7+
 C7+          Ab7+        Eb7+      Bb7+
Coisas que a gente se esquece de dizer
 C7+          Ab7+           Eb7+       Db7+
Frases que o vento vem às vezes me lembrar
 C7+          Ab7+        Eb7+        Bb7+
Coisas que ficaram muito tempo por dizer
    C7+       Ab7+            Eb7+   D7
Na canção do vento não se cansam de voar
Db7+ C7+
    Você pega o trem azul
   F7+
O sol na cabeça 
   C7+
O sol pega o trem azul
 F7+
Você na cabeça
   Ab7+         F/G
O sol na cabeça
G7/9- C7+
     Você pega o trem azul
   F7+
O sol na cabeça 
   C7+
O sol pega o trem azul
 F7+
Você na cabeça
   Ab7+         F/G  G7/9-
O sol na cabeça