João Bosco

De frente pro crime
Tom: E
                           E
Tá lá o corpo estendido no chão
                       A7        C#m7/9
Em vez de um rosto uma foto de um gol
                              C#m/B
Em vez de reza uma praga de alguém
 A7M          G#m4/7    C#m4/7   A/B
E um silêncio servindo de amém
   E               A7       E
O bar mais perto depressa lotou
                    A7    C#m7/9
Malandro junto com trabalhador
                           C#m/B
Um homem subiu na mesa do bar
  A7             B7    E7/9
E fez discurso prá vereador
                   A7     B7            E7
Veio camelô vender anel, cordão, perfume barato
                       A7      B7               E7
E a baiana prá fazer pastel e um bom churrasco de gato
                          A7   B7                E7
Quatro horas da manhã baixou o santo na porta-bandeira
                      A7      B7
E a moçada resolveu parar, e então...
                           E
Tá lá o corpo estendido no chão
                       A7        C#m7/9
Em vez de um rosto uma foto de um gol
                              C#m/B
Em vez de reza uma praga de alguém
 A7M          G#m4/7    C#m4/7   A/B
E um silêncio servindo de amém
E               A7       E
Sem pressa foi cada um pro seu lado
 A7                    C#m7/9
Pensando numa mulher ou num time
                     C#m/B
Olhei o corpo no chão e fechei
 A7             B7    E7/9
Minha janela de frente pro crime





Miss Suéter
Tom: A7+
A7+/9                          F#m7               F#7/C# 
Fascínio tenho eu por falsas loiras, ai a negra lingière
     B7/9                       D7/13    E7/13    A7+/9
As sardas, sobrancelha feita à lápis e perfume da Coty
                         F#m7                  F#7/C#
Na boca dois pivôs tão graciosos entre jóias naturais
     B7/9                   D7/13       E7/13     A7+/9
Os olhos dois minúsculos aquários de peixinhos tropicais
   Bm4/7        E/F#
Eu conheço uma assim
 Bm4/7       D7/13          E7/13       F#m7
Uma dessas mulheres que um homem não esquece
 Bm4/7     E/F#  Bm4/7      D7/13 E7/13 F#m7
Ex-atriz de TV, hoje é escriturária do INPS
Bm4/7       E/F#    Bm4/7        D4/7      E7/13 A7+/9
E que dias atrás, venceu lá um concurso de Miss Suéter
                         F#m7                    F#7/C#
Na noite da vitória, emocionada, entre lágrimas falou:
      B7/9                       D7/13      E7/13         A7+/9
"Nem sempre a minha vida foi tão bela mas o que passou, passou
                      F#m7                 F#7/C#
Dedico este título à mamãe que tantos sacrifícios fez
        B7/9                 D7/13         E7/13     A7+/9
Pra que eu chegasse aqui ao apogeu com o auxílio de vocês"
  Bm4/7         E/F#   Bm4/7         D7/13     E7/13   F#m7
Guardarei para sempre seu retrato de Miss com cetro e coroa
Bm4/7       E/F#   Bm4/7            D7/13  E7/13     F#m7
Com a dedicatória que ela em letra miúda insistiu em fazer
 Bm4/7              E/F#     Bm4/7        D7/13   E7/13     A7+
"Pra que os olhos relembrem quando o teu coração infiel esquecer.
Um beijo, Margot"


Jardins de infância
Tom: Am7
Intro: Am7 D7/9
Am7                 D7/9                 Am7          D7/9
É como um conto de fadas tem sempre uma bruxa pra apavorar
Am7               D7/9             Am7          D7/9
O dragão comendo gente, a bela adormecida sem acordar
Am7                  D7/9            Am7 
Tudo o que o mestre mandar e a cabra cega roda sem enxergar
C G/B Am7 C G/B Am  C G/B Am Gm F#m
E você se escondeu, e você esqueceu
Am                 D7/9                Am7        D7/9
Pic-papos tem distância, pés pisando em ovos veja você
  Am7              D7/9                Am7            D7/9
Um tal de pular fogueira, pistolas, morteiros, vejam 
 Am                       D7/9           Am7
Pega malhação de judas e quebra-cabeças, vejam vocês
C G/B Am7 C G/B Am  C G/B  Am  Gm  F#m
E você se escondeu, e você não quis ver
  Em               D                    C                Bm
Olha o bobo na berlinda, olha o pau no gato, polícia e ladrão
C                   D                  E
Tem carniça e palmatória bem no teu portão
Em                   D                    C                Bm
Você vive o faz de conta, diz que é de mentira, brinca até cair
C                 D                 A/E G/F F/Eb Eb/E D/E
Chicotinho tá queimando, mamãe posso ir
Am7                      D7/9          Am7           D7/9
Pic-papos tem distância, pés pisando em ovos, bruxa dragão
Am7               D7/9             Am7          D7/9
Um tal de pular fogueira e a cabra cega vai de roldão
Am7               D7/9         Am7              D7/9
Pega malhação de judas e um passarinho morto no chão
C G/B Am7 C G/B Am  C G/B Am Gm F#m
E você conheceu, e você aprendeu!


Quando o amor acontece
Tom: A9
Intro: D7+ Dm6 G7/9 A/C# C#m7 Bm7 Dm/E
A9
Coração sem perdão, diga fale por mim
                     C     Bm7
Quem roubou toda a minha alegria
D/E        Bm7                  D/E Bm7
O amor me pegou, me pegou pra valer
É a dor do querer, muda o tempo e a maré
Dm/E                A9
Vendaval sob o mar azul
Tantas vezes chorei, quase me desesperei
               C          Bm7
E jurei nunca mais seus carinhos
D/E                            Bm7      D/E
Ninguém tira do amor, ninguém tira, pois é
                                               Dm/E
Nem doutor nem pajé, o que queima e seduz, enlouquece
              A9
O veneno da mulher
  Em7                             A7/9                    D7+    Dm7 G7/9
O amor quando acontece a gente esquece logo que sofreu um dia, ilusão
        A/C#                    F#7/9+                 Bm7          Dm/E   A9
O meu coração marcado tinha um nome tatuado que ainda doía, cursava só a solidão
   Em7                           A7/9                     D7+    Dm7   G7/9
O amor quando acontece a gente esquece logo que sofreu um dia, esquece sim
      A/C#                           F#7/9+                      Bm7
Quem mandou chegar tão perto se era certo obrigando um coração cigano
           D/E Dm/E A
E agora eu choro assim
   Em7                           A7/9                     D7+  Dm7      G7/9
O amor quando acontece a gente esquece logo que sofreu um dia, esquece sim
      A/C#                           F#7/9+                      Bm7
Quem mandou chegar tão perto se era certo obrigando um coração cigano
            D/E    Dm/E
E agora eu choro assim


Vida noturna
Tom: C7+
Intro: F/G
  C7+                          A7           Dm7
Acendo um cigarro molhado de chuva até os ossos
                  G7                C7+ A7 Dm7 G7
E alguém me pede fogo - é um dos nossos
             C7+             A7      Dm7
Eu sigo na chuva de mão no bolso e sorrio
                  G7               C7+  Gm7 C7
Eu estou de bem comigo e isto é difícil
             Dm         D#
Eu tenho no bolso uma carta
              Em7              A7/9-
Uma estúpida esponja de pó-de-arroz
        Dm7         G7/9-
E um retrato meu e dela
                C7+             C7
Que vale muito mais do que nós dois
               Dm7                     D#
Eu disse ao garçom que quero que ela morra
               Em7         A7/9-
Olho as luas gêmeas dos faróis
    Dm                 G7/9-
E assobio, somos todos sós
              C7+          A7
Mas hoje eu estou de bem comigo
           Dm
E isso é difícil
           D#
Ah, vida noturna
            Em7          A7/9-
Eu sou a borboleta mais vadia
         Dm7 G7/9-        C7+  G7/9- C7+
Na doce flor da tua hipocrisia 


Fantasia
Tom: Am7
 Am7           F7+                Am7 D7/9
Olhando na quarta-feira as ruas vazias
        Dm7/9           F/G            C7+ F7+
Com os garis dando um jeito em nossa moral
 Bm7          E7/9-          Am  Am/G
Custei a compreender que fantasia
       F#             F7        E7    E7/9-
É um troço que o cara tira no carnaval
   Am7            F7+             Am7  D7/9
E usa nos outros dias por toda a vida
Dm7/9               F/G              C7+ F7+
Dizendo: "Olá! Como vai?" e coisas assim
 Bm7               E7/9-       Am   Am/G
O nó da gravata apertando o pescoço
 F#                F7              E7
Olhando o fundo do poço e rindo de mim
Am      Am/G     F#m5-/7  F7+
Ria, rasguei a fantasia, ria
             Am/E
Queimei a garantia, ria
  C7         F7+
Tô solto por aí
E7/9-  Am  Am/G     F#m5-/7   F7+
Doido, eu danço de Pierrot, triste
                Am/E
Morrendo em meu amor, ria
 C7         B6/7     Bb6/7 A
Vendo você morrer de rir


O Bêbado e a equilibrista
Tom: C
Intro: (C G/B Am Am/G F C/E Dm G7)
C6/9    F7/13 C6/9 F7/13  C6/9
Caía a tarde feito um viaduto
F7/13 C6/9    F/G     C6/9     Em5-/7 A7  Dm7
E um bêbado trajando luto me lembrou Carlitos
F7+    Em7        Dm7            F7+  Em7
A lua, tal qual a dona de um bordel
  Dm    Dm5-/7         G7/13
Pedia a cada estrela fria 
        Dm7/9    G7/13  A#7/9 A7/9 G#7/9 G7/9
Um brilho de aluguel
   C6/9   F/G                  C6/9
E nuvens, lá no mata-borrão do céu
  F/G            Em5-/7 A7  A#7  A7  Dm7
Chupavam manchas torturadas, que sufoco
Fm7       Dm7        G7/9    C6/9 F7/13
Louco, o bêbado com chapéu-coco
 Em7      Am7/9     C/D   D7/9  A#7/9  G7   C6/9
Fazia irreverências mil pra noite do Brasil
      G7
Meu Brasil
     C6/9
Que sonha com a volta do irmão do Henfil
                               Em5-/7    A7    Dm7
Com tanta gente que partiu num rabo de foguete
Chora a nossa pátria, mãe gentil
                   G7/13     Dm7/9     G5+/7 C6/9  F/G
Choram Marias e Clarices no solo do Brasil
    C6/9  
Mas sei que uma dor assim pungente
                  Em5-/7  A7 A#7   A7  Dm7
Não há de ser inutilmente, a esperança
 Fm7            A#7/9 G7    C6/9
Dança na corda bamba de sombrinha
F7/13 Em7    Am7/9     C/D   D7/9     Dm7/9   A#7/9
E em cada passo dessa linha pode se machucar
Fm7       A#7/9    G7      C6/9  F7/13
Azar, a esperança equilibrista
Em7         Am7/9          C/D
Sabe que o show de todo artista 
D7/9         F/G   G7/9- C6/9
Tem que continuar...


Sinceridade 
Tom: D6
Intro: D6  D6/B  D6  D6/B  F#6  Abm7  C#7/9-  F#6   
       A7+  Bb  Bm7  E7  Em  Em/G  G/A  Ab7/11+  
                     G7+           G/A   
Quero viver uma vez mais esse amor  
                               Bm4/7  F/B   
Que as margens lambe invade e  traz  
                      G/A  Eb/A   
Castanhas gotas de  cristais  
                      D6  Ab7/11+   
Teu rio a beira do meu cais  
                G7+  G/A   
0 amor é cego quando vê  
                             Bm4/7  F/B   
Que é o coração quem sabe escolher   
                G/A                   Eb/A  D6   
Haja razão prá  entender esse simples querer  
 F#m7              Abm7/5-  C#7/9-  F#m7  Abm7/5-  C#7/9-   
 Olha prá mim um  remanso por fim    
                       F#m7   
Espelho d'água a refletir  
 A7+          Bb     Bm7  E7   
Até que tudo resolva por si  
 Em                 Em/G  G/A  Ab7/11+   
Novas canções vão surgir   
               G7+      G/A   
Para viver  uma vez mais  
                                Bm4/7  F/B   
Outro amor nascente dessas ancestrais  
                        G/A  Eb/A   
Castanhas gotas de cristais  
                     D6   
Que não morrem jamais  


Desenho de giz 
Tom: Dm7+
Intro: Am9 Am9/5+ Fm Am7+ E7 Am9    
 Dm7+                 F/G  Fm5-/G   
 Quem quer viver um amor   
                                        C5+  E/B  Am9   
Mas não quer suas marcas qualquer cicatriz   
 F7+             Fm7+  E5+   
 A ilusão do amor   
                               Eb6  G4/D   
Não é risco na areia é desenho de giz  
         G        B7/F#  Em9  Em   
Eu sei  que vocês vão dizer   
                              F/G  Fm5-/G   
A questão é querer desejar decidir  
 C7+         E/B     Am9  Am  
Aí diz o meu  coração    
                                Gm7  C7/9  C7/9-   
Que prazer tem bater se ela não vai ouvir   
 F6                 F#   
Aí minha boca me diz  
 B7                 Bb6/9   
Q ue prazer tem sorrir  
                        A7/5+   
Se ela não me sorri também  
                  E/A  D7/9/11+  F/G   
Quem pode querer ser  feliz  
              C#7/9   
Se não for por um grande  
 C7+/9  Gm  C7/9-  F7+  F#m7/5-   
A mor   B 7/9-  Em9 A9 Am9 D7/9-  
  
 C5+  C6/9  Dm7+  D7/9/11+   
 E/B  Eb6  Em9  Fm5-/G   
     
    G                 B7/F#  Em9  Em   
Eu sei que vocês vão dizer   
                               F/G  Fm5-/G   
A questão é querer desejar decidir  
 C7+             E/B  Am9  Am   
 Aí diz o meu coração   
                                 Gm7  C7/9  C7/9-   
Que prazer tem bater se ela não vai ouvir   
        F6                      F#  B7   
Cantar mas me diga prá que ai ai ai   
               Bb6/9   
E o que vou sonhar  
                        A7/5+   
Só querendo escapar à dor  
             E/A       D7/9/11+  F/G  Fm5-/G   
Quem pode querer ser feliz   
                C7+  Dm7+  F/G  Fm5-/G   
Se não for por amor  Bb7/ 9 A7/5 +  
             E/A        D7/9/11+  F/G  Fm5-/G   
Quem pode querer ser fel iz
             Bb7/9  A7/5+   
Se não for por amor   
              E/A       D7/9/11+  F/G  Fm5-/G   
Quem pode querer ser feli z   
                    B6/9  C6/9   
Se não for por amor   


Kid cavaquinho
Tom: D  
D
Óia que foi só pega no cavaquihno
  A7         D 
Pra nego bater
D
Mas se eu contar o que é que pode
                    A7             D
Um cavaquinho os "home" não vai crer
D
Quando ele se fere fere firme 
  B7            D        
Dói que nem punhal 
D
Quando ele invoca até parece 
        A7    D
Um pega na geral
    D7                  G
Genésio a mulher do vizinho 
    A                 D7 C#7 C7
Sustenta aquele vagabundo
   B7                E7
Veneno é com o meu cavaquinho
                        A7           D
Pois se eu to com ele encaro todo mundo 
         B7            E7
Se algúem pisa no meu calo
              A7                 D
Puxo o cavaquinho pra cantar de galo


Papel machê 
Tom: F7+ 
Intro: F7+  Dm7/9  C7+/5+  A7/5+  D7/9  G7/13  Db7/9+  C7+  C7/9 
F7+   
   Cores do mar,
Dm7/9
     Festa do sol,
C7+/5+                 A7/5+
     Vida é fazer todo sonho brilhar
      Fm7
Ser feliz,
               G7/13 Db7/9+
No teu colo dormir
    C7+
E depois acordar,
        A7/5+
Sendo o seu colorido
    D7/9      G7/13   C7+    E7/9-
Brinquedo  de papel machê
   Am7+                 F7+
Dormir no teu colo é tornar a nascer  
    
    Dm7/9
Violeta e azul
       Em7           A7/5+
Outro ser, luz do querer
    F7+  
Não vá desbotar
  Dm7/9
Lilás cor do mar
     C7+/5+ 
Seda cor do batom
     A7/5+  
Arco-Íris crepom
     D7/9 
Nada vai desbotar
    G7/13     Db7/9+  C7+   E7/9-
Brinquedo  de papel machê
(Repete introdução)


O Mestre-Sala dos mares
Tom: F
Intro: F C7 F
F
Há muito tempo 
       Bb9          F7+   Bb7
Nas águas da Guanabara
Am7         Abo          Gm7   D9-
O dragão do mar reapareceu
Gm7                   C7
Na figura de um bravo feiticeiro
Gm7           C7            F7+
A quem a história não esqueceu
Am5-   D7              Gm7
Conhecido como o navegante negro
           Em5-       A7      Dm7
Tinha dignidade de um mestre-sala
Bbm6    F                    Abo           Gm7
E           ao acenar pelo mar, na alegria das regatas
Gm7               C7
Foi saudado no ponto
Gm7                   C7
Pelas mocinhas francesas
Gm7         Bbm6                C7          C9-
Jovens polacas e por batalhões de mulatas
Am5-  D9-   Gm7
Rubras cascatas
     Bb                  C7
Jorravam das costas dos santos
      F7+           Bb7    F
Entre cantos e chibatas
     Abo         Gm
Inundando o coração
C7                Gm7
Do pessoal do porão
Gm7              Bbm7    C7
Que a exemplo do feiticeiro
      F
Gritava então
C913      Am7   Dm7    Gm7
         Glória      aos piratas
       C
Às mulatas
      F    F7+
Às sereias
Am7        Gm7
Glória à farofa
     C
À cachaça
      F
Às baleias
Am5-  Am6           Am7    Am5-   Am6
Glória à todas as lutas inglórias
Am5-         D7             Am5-   Am6
    Que através de nossa história
Cm7          F        Bb7+   Bb5+   Bb6    Bb5+   Ab0
Não esquecemos jamais
                   Am7
Salve o navegante negro
D7                G7
Que tem por monumento
   Gm7       C7         F
As pedras pisadas do cais


Plataforma
Tom: A
A                                                 G
Não põe corda no meu bloco nem vem com teu carro chefe
       F#7           Bm   F#7    Bm7
Não dá ordem ao pessoal
                    Bm  Bm7M     Bm7         E7
Não traz lema nem divisa     que a gente não precisa
                     A          E7
Que organizem nosso carnaval
A                   Em/G                     A7
Não sou candidato a nada, meu negócio é madrugada
                     D
Mas meu coração não se conforma
D#              A           G   F#7   Bm7
O meu peito é do contra e por isso mete bronca
       E7         A         E7
Nesse samba plataforma
A           A/C#    F#7        Bm7
Por um bloco que derrube esse coreto
                   E7                        A
Por passistas à vontade, que não dancem o minueto
A   G   F#7  G
Por um bloco sem bandeira ou fingimento
                 F#7                  Bm7
Que balance e abagunce o desfile e o julgamento
Dm7                             A
Por um bloco que aumente o movimento
       F#7       Bm7  E7                A
Que sacuda e arrebente o cordão de isolamento
Não põe no meu


Agnus sei
Tom: G#m7/9
G#m7/9
Faces sob o sol, os olhos na cruz
                                A/C#
Os heróis do bem prosseguem na brisa na manhã
Fm5-/7         E7+       D#m5-/7          B6/7         E7+
Vão levar ao reino dos minaretes a paz na ponta dos arietes
    D#7/9+            G#m7/9
A conversão para os infiéis
Para trás ficou a marca da cruz
                          A/C#
Na fumaça negra vinda na brisa da manhã
Fm5-/7        E7+             D#m5-/7
Ah, como é difícil tornar-se herói
         B6/7             E7+        D#7/9+       G#m7/9
Só quem tentou sabe como dói vencer Satã só com orações 
G#m7/9                        A#7
Ê andá pa Catarandá que Deus tudo vê
G#m7/9                        A#7
Ê andá pa Catarandá que Deus tudo vê
                   A7+                       G#m7/9
Ê anda, ê hora, ê manda, ê mata, responderei não! 
Dominus dominium juros além
                       A/C#
Todos esses anos agnus sei que sou também
Fm5-/7       E7+       D#m5-/7        B6/7                  E7+
Mas ovelha negra me desgarrei, o meu pastor não sabe que eu sei
          D#7/9+      G#m7/9
Da arma oculta na sua mão
Meu profano amor eu prefiro assim
                            A/C#
À nudez sem véus diante da Santa Inquisição
Fm5-/7   E7+         D#m5-/7       B6/7           E7+
Ah, o tribunal não recordará dos fugitivos de Shangri-Lá
         D#7/9+       G#m7/9
O tempo vence toda a ilusão
G#m7/9                        A#7
Ê andá pa Catarandá que Deus tudo vê
G#m7/9                        A#7
Ê andá pa Catarandá que Deus tudo vê
                   A7+                       G#m7/9
Ê anda, ê hora, ê manda, ê mata, responderei não!