Elis Regina


Madalena
Tom: C7+
Intro: (C7M Dm7)
    C7M          (Dm7       C7M)
Madalena, o meu peito percebeu que o mar é uma gota
                       Gm7    C9
comparado ao pranto meu
      F7M            (Bb/C            F7M)
Fique certa, quando o nosso amor desperta logo o sol se desespera
                   Em      A7
e se esconde lá na serra
     Dm          Dm/C        Bm7
Madalena, o que é meu não se divide
          E7          Am7
Nem tão pouco se admite
         Am7/G         F#m7     B7
Quem do nosso amor duvide
      E7M     F#m7          G#m7
Até a lua se arrisca num palpite
      G7M
Que o nosso amor existe
          C/D             F/G
Forte ou fraco, alegre ou triste


Querelas do Brasil
Tom: A7+
Intro: A7+/9 A7/9 A6/9 D7+/9 D7/9 D6/9
A7+/9     A7/9           D7+/9 D7/9 D6/9
O Brazil não conhece o Brasil
 A7+/9    A7/9           D7+/9 D7/9 D6/9
O Brasil nunca foi ao Brazil
        A7+              F#m7       B7/9
Tapi, jabuti, liana, alamandra, alialaúde
                   Bm7
Piau, ururau, aquiataúde
        E7/13            D#m5-/7
Piau, carioca, moreca, meganha
         G#7/13        C#7+
Jobim akarare e jobim açu
C#7+ C7+ B7+  E7/13
Oh, oh, oh
  A7+      F#m7   B7/9
Pererê, camará, gororô, olererê
  Bm7    E7/13    A7+
Piriri, ratatá, karatê, olará
A7+/9  A7/9  A6/9       D7+/9 D7/9 D6/9
O Brazil não merece o Brasil
A7+/9  A7/9  A6/9       D7+/9 D7/9 D6/9
O Brazil tá matando o Brasil
         A7+              F#m7                B7/9
Gereba, saci, caandra, desmunhas, ariranha, aranha
                                 Bm7
Sertões, guimarães, bachianas, águas
     E7/13           D#m5-/7
E marionaíma, ariraribóia
            G#7/13         C#7+
Na aura das mãos do jobim açu
C#7+ C7+ B7+  E7/13
Oh, oh, oh
A7+       F#m7     B7/9
Gererê, sarará, cururu, olerê
 Bm7      E7/13   A7+
Ratatá, bafafá, sururu, olará
A7+/9  A7/9  A6/9      D7+/9 D7/9 D6/9
Do Brasil S.O.S. ao Brasil
A7+         F#m7   B7/9
Tinhorão, urutú, sucuri
   Bm7      E6/13       A7+
O Jobim, sabiá, bem-te-vi
            F#m7     B7/9
Cabuçu, cordovil, Caxambi, olerê
   Bm7       E7/13     A7+
Madureira, Olaria e Bangu, olará
                  F#m7  B7/9
Cascadura, Água Santa, Pari, olerê
  Bm7       E7/13  A7+
Ipanema e Nova Iguaçu, olará
A7+/9  A7/9  A6/9       D7+/9 D7/9 D6/9
Do Brasil S.O.S. ao Brasil
A7+/9  A7/9  A6/9       D7+/9 D7/9 D6/9
Do Brasil S.O.S. ao Brasil


A dama do apocalipse
Tom: Gm7
Intro: (G#m6 Gm7 Em7 Gm7 Em7)
 Gm7                              Em7
Branco por cima e o negro de um sorriso herói
 Gm7                                      Am7/9
Trancam-me a mente e eu nego o quanto a dor destrói
 Gm7                                 C7
Rasgam-me o sonho e o mal me põe na vida
                      F
E a vida me faz sem medo
 Gm7                            Em7
Nos diademas, pragas, anjos de neon
  Gm7                                 Am7/9
Nos holocaustos trompas, flexas, megatrons
  Gm7                              C7
Rasgam-me a terra e o fogo traz a vida
                    F
E a vida não traz segredo
 C#/B                             C#7
Fecha-se o ar e o sol se nega, nega-se o pão e a paz
             F#7+
E o amor me cega
  C#/B                 
Sete rajadas correm, somem
   C#7
E uma mulher
                  F#7+
Se entrega e se impõe ardente
   B7+        F#7+     G#m7  G#m6 Gm7 Em7 Gm7 Em7
Constante, serpente, vulgar
  Gm7                               Em7
Rasga-se o sonho e o corpo sente a dor crescer
 Gm7                             Am7/9
Abre-se a mente e o cego vê a luz nascer
Gm7                               C7
Trava-se a guerra e o fogo faz a vida
                    F
E a vida não tem segredo...


Me Deixas Louca
 (Me Vuelves Loco)
Tom: F7+
Intro: F Gm F/A A#9 Am7 D#7 D7 C/E D/F# Gm7 A#/C C7
 F7+                 F6                  Gm7
Quando caminho pela rua lado a lado com você
            A#/C  C  A#/C
Me deixas louca
    Am7+                             C/D
E quando escuto o som alegre do teu riso
                   Dm7   Bm7         E7
Que me dá tanta alegria, me deixas louca
  D#7+                  Cm7/9         B7/9+
Me deixas louca quando vejo mais um dia
        A#7+
Pouco a pouco entardecer
   A#m7/9                          D#7
E chega a hora de ir pro quarto escutar
                       Ab7+
As coisas lindas que começas a dizer
Gm7         Gb5-/7
Me deixas louca
  F7+                 F6                          Gm7
Quando me pedes por favor que nossa lâmpada se apague
            A#/C  C  A#/C
Me deixas louca
  Am7+                             C/D
Quando transmites o calor de tuas mãos
          Dm7              
Pro meu corpo que te espera
 Cm7/9      F7
Me deixas louca
           A#7+                       Bm5-/7           E5+/7
E quando sinto que teus braços se cruzaram em minhas costas
       Am5-/7                    D7/9-
Desaparecem as palavras, outros sons enchem o espaço
 Gm7       Am7    A#7+   A#/C
Você me abraça, a noite passa
  Dm7         G7    Dm7  G7  A#7+  Dm7  Gm7  G/A  Dm7  Cm7/9  B7/9+
E me deixas louca
  A#7+                     Bm5-/7            E5+/7 
Sinto os teus braços se cruzando em minhas costas
       Am5-/7                    D7/9-
Desaparecem as palavras, outros sons enchem o espaço
 Gm7       Am7    A#7+   A#/C
Você me abraça, a noite passa
  Em7         A7    (Dm7  G7  A#7+  Dm7  Gm7  G/A  Dm7)
E me deixas louca


O primeiro jornal
Tom: Bb
Intro: Bb Eb Bb/D Cm F Bb Eb
Bb
Quero cantar pra você
        Gm5-/7 A7  Dm
Segunda-feira de manhã
      Dm5-/7 C7    Cm    G7     C7
Pelo seu rádio de pilha tão docemente
       Cm        Dm         Eb   F     Bb
E te ajudar a encarar esse dia mais facilmente
Quero juntar minha voz matinal
      Em5-/7    A7      Dm
Aos restos dos sons noturnos
      Em5-/7     G7                   Cm
E aos cheiros domingueiros que ainda boiam
    G7         C7
Na casa e em você
          Am5-/7      D7       Gm
Para que junto com o café e o pão se dê
     Em5-/7    A7   Dm
O milagre de ouvir latir o coração
         Em5-/7       A7             Dm
Ou quem sabe algum projeto, uma lembrança
 A7            Dm
Uma saudade à toa
  G7                  Cm       F
Venha nascendo com o dia numa boa
  Bb                                      Em5-/7
E estar com você na primeira brasa do cigarro
 A7           Dm
No primeiro jorro da torneira
       Dm5-/7    G7              Cm    G7     C7
Nos primeiros aprontos de um guerreiro de manhã
           Am5-/7     D7     Gm
Para que saias com alguma alegria bem normal
     Em5-/7      A7    Dm       G7      Cm
Que dure pelo menos até você comprar e ler
 F            Bb
O primeiro jornal


Cão sem dono
Tom: Em
                  
        Em7/9 A     F#m7/9     B5+/7 
É nas noites que eu passo sem sono
 Em7/9             A          F#7/9 B5+/7
Entre o copo, a vitrola e a fumaça
     Em             D/E     D#5+
Que ergo a torre do meu abandono
 Em    D#m5-/7    Dm5-/7 C#m5-/7 F#m7/9 B5+/7
E que caio em desgraça
 Em7/9      A        F#m7/9       B5+/7
É nas horas em que a noite faz frio
 Em7/9              A         F#m7/9 B5+/7
E a lembrança ao castigo me arrasta
   Em           D/E     C#/D#  C/D B/C#
Solidão é o carrasco sombrio
F#7/13  G#m7   Gm7 F#m7 F7/9/11+ Em11
E a saudade a vergasta
       Bm5-/7     E7
Se eu cantar a alegria sai falsa
 Bm5-/7        Bb7/9/11+ Am7
Se eu calar a tristeza começa
     C#m5-/7            F#7/13
E eu prefiro dançar uma valsa
 C#m5-/7  F#7/13 B7/9- B7/9+
Que ouvir uma peça
 Em7/9             A              F#m7/9 B6+/7
E eu recuo, eu prossigo e eu me ajeito
       Em7/9          A             F#m7/9 B5+/7
Eu me omito, eu me envolvo e eu me abalo
       Em         D/E     C#/D# C/D B/C#
Eu me irrito, eu odeio, eu exito
F#7/13 G#m7 Gm7 F#m7 F7/9/11+ Em11 (Em7/9)
Eu reflito e me calo


Como nossos pais
Tom: Bm7                                                      
Bm7                                      E7
Não quero lhe falar meu grande amor das coisas que aprendi nos discos
A7                                            D
Quero lhe contar como vivi e tudo que aconteceu comigo
  Bm7                        E7
Viver é melhor que sonhar, eu sei que o amor é uma coisa boa
A7                                                              D
Mas também sei que qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa
                      A7                    G
Por isso cuidado meu bem, há perigo na esquina
A7                                         D            A4/7       A7
Eles venceram e o sinal está fechado prá nós que somos jovens
D                    D7                 G
Para abraçar seu irmão e beijar sua menina na rua
A7                                           D
É que se fez o seu braço, o seu lábio e a sua voz
             G          C7        D
Você me pergunta pela minha paixão
     B7              Em              A7         D
Digo que estou encantada com uma nova invenção
        F#m           G                C7         D
Eu vou ficar nesta cidade, não vou voltar pro sertão
          B7          Em               A7         D
Pois vejo vir vindo no vento o cheiro da nova estação
         F#m         G          E/G#      A4/7    A7
Eu sei de tudo na ferida viva do meu coração
        D           F#m         G              D          F#m        D
Já faz tempo que eu vi você na rua, cabelo ao vento, gente jovem reunida
      D          F#m              G        E/G#        A4/7      A7
Na parede da memória essa lembrança é o quadro que dói mais
        D                     G                   D                  G
Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo que fizemos
        D        F#m          G       E/G#       A4/7     A7
Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais
        D     F#m            G                D            F#m      G
Nossos ídolos ainda são os mesmos e as aparências não enganam não
      D             F#m    G       E/G#   A7
Você diz que depois deles não apareceu mais ninguém
       D                          G                             D        G
Você pode até dizer que eu 'tô por fora, ou então que eu 'tô inventando
          D               F#m             G    E/G#    A
Mas é você que ama o passado e que não vê
      D              F#m              G
É você que ama o passado e que não vê
      E/G#          A7
Que o novo sempre vem
         D                       G                      D           F#m      G
Hoje eu sei que quem me deu a idéia de uma nova consciência e juventude
        D        F#m        G       E/G#        A4/7    A7
Tá em casa guardado por Deus contando vil metal
        D                     G                   D                     G
Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo, tudo que fizemos
        D        F#m          G       E/G#    A7
Ainda somos os mesmos e vivemos
        D        F#m          G       E/G#   A4/7     A7
Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais


As aparências enganam
Tom: Am      
Intro: Dm7/9 F/G G7 C7+ F7+ B7/9+ E7/13
Am              E/G#            Gm6              D7/F#
As aparências enganam, aos que odeiam e aos que amam
 F#m             F#m7+      Am         Cm      F7/13    Gm
Porque o amor e o ódio se irmanam na fogueira das paixões
Cm                 D/C                 Bm             Em
Os corações pegam fogo e depois não há nada que os apague
  C#m5-/7             G          D#º           Em
Se a combustão os persegue, as labaredas e as brasas são 
    G7          C7+              Cm       F7/13   G7+
O alimento, o veneno e o pão, o vinho seco, a recordação
            A7/911+  F#m5-/7          B7         C7+    G7+ F7+ E
Dos tempos idos de comunhão, sonhos vividos de conviver
Am              E/G#            Gm6              D7/F#
As aparências enganam, aos que odeiam e aos que amam
 F#m             F#m7+      Am         Cm      F7/13    Gm
Poque o amor e o ódio se irmanam na geleira das paixões
Cm                 D/C                    Bm          Em
Os corações viram gelo e, depois, não há nada que os degele
  C#m5-/7              G      D#º               Em
Se a neve, cobrindo a pele, vai esfriando por dentro o ser
  G7                    C7+         Cm       F7/13           G7+
Não há mais forma de se aquecer, não há mais tempo de se esquentar
            A7/911+  F#m5-/7          B7             C7+    G7+ F7+ E
Não há mais nada pra se fazer, senão chorar sob o cobertor
Am              E/G#            Gm6              D7/F#
As aparências enganam, aos que gelam e aos que inflamam
 F#m             F#m7+      Am         Cm   F7/13   Gm
Porque o fogo e o gelo se irmanam no outono das paixões
Cm                 D/C                    Bm                Em
Os corações cortam lenha e, depois, se preparam pra outro inverno
  C#m5-/7           G      D#º               Em
Mas o verão que os unira, ainda, vive e transpira ali
  G7                    C7+   Cm   F7/13      G7+
Nos corpos juntos na lareira, na reticente primavera
     A7/911+  F#m5-/7            B7   A7/911+  Am G# C7+
No insistente perfume de alguma coisa chamada amor


Velho arvoredo
Tom: A
Intro: A7+ G#7 G7+ F#7 Bm7 C#m7 D7+ D/E
A7+        D/E       A7+
Eu te esqueci muito cedo
D#m7            G#7
Pelo tempo que passou
Em7             
Tal como um velhor arvoredo
                   F#7
Que o vento não derrubou
 Bm               Bm7
Troco mudado em rochedo
D/E                     E/D
Pedra transformada em flor
A/C#              F#7             Bm7
E eu fui ficando sozinho no pó do caminho
           D/E                Ao
Me desenganando sofrendo e chorando
      F          A6
E mantendo em segredo
             D#m7  G#7
Essa minha ilusão
G/A
Que me escapou
         Em7
De entre os dedos prá não sei
            F#7      Bm7
Que outras mãos eu me tornei o arremedo
           D/E            E7
De tudo aquilo que eu não sou
A7+        F#m7      Bm7        E7        F#m7  Em7 A7
Mas, eu jamais retrocedo o que passou, passou
 D7+    Fo   Em7        A7    Bm7       E7     A7+ G#7
Já superei mas, só eu sei o mesmo eu jamais serei
 C#m7     F#7        B7+     G#m7
Feito a madeira, o machado inclinando
        C#m7     F#7      Bm7  E7
Eu por fora estou cicatrizando
                 Ao
E por dentro sangrando
  A7+         F#m7 G#7          G7+                F#7
Afastado do medo mas, sozinho tal como o velho arvoredo
            F6                   E7                 A7+
Que não serve ao tempo nem ao lenhador e o vento abandonou


Fascinação
Tom: G7+
               G7M  F#7M   G7M
Os sonhos mais lin...dos sonhei
             G/B       Bb°     Am7    D7
De quimeras mil um castelo ergui
           Am7                D7
E no seu olhar, tonto de emoção,
             Am7       A7/6       D#9    D9
Com sofreguidão mil venturas previ
             G7M  F#7M   G7M 
O teu corpo é luz, sedução
               G/B    Bb°     Am7    D7
Poema divino, cheio de esplendor
              C        Bm7     A7/6
Teu sorriso prende, inebria, entontece
          Am7   D7  G7M
És fascinação, amor


Casa no campo
Tom: A
Intro: Bb F Eb Bb F Eb C
C
Eu quero uma casa no campo
 C7+                    G/A         A7
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
Bb7+                 Cm7   Dm7
E tenha somente a certeza 
 Eb7+          Ab7+          C   Bb/C
Dos amigos do peito e nada mais
    C
Eu quero uma casa no campo
  C7+                    G/A       A7
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
 Bb7+                Cm7    Dm7
E tenha somente a certeza 
      Eb7+     Ab7+          F
Dos limites do corpo e nada mais
 Dm                            G/A      A7
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
 Dm           Fm/Ab       G7
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
C               C7
Eu quero a esperança de óculos
 F             F#o
E um filho de cuca legal
 C          Am                   Bb
Eu quero plantar e colher com a mão
    F/A        F/G  G7
A pimenta e o sal
    C   
Eu quero uma casa no campo
  C7+                     G/A     A7
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Dm        Em                  D/F#
Onde eu possa plantar meus amigos
  F/G             G7
Meus discos e livros 
         C   (F C D G F C)
E nada mais


Arrastão
Tom: Am9
Am9                D7/9
Eh! tem jangada no mar
Am9                     D7/9
Eh! eh! eh! Hoje tem arrastão
Bm7            E7
Eh! Todo mundo pescar
C7+              D7/9        G7+
Chega de sombra, João       Jovi
  F7+                             G7+
Olha o arrastão entrando no mar sem fim
   F7+                        G7+
É meu irmão me traz Iemanjá prá mim
C7             Dm  D/C                G/B
Minha Santa Bárbara            me abençoai
    Gm/Bb      Dm/A     Dm/F            Gm7     C7
Quero me        casar      com       Janaína
Am9             D7/9
Eh! Puxa bem devagar
Am9                            D7/9  
Eh! eh! eh! Já vem vindo o arrastão
Bm7               E7
Eh! É a rainha do mar
 C7+             D7/9       G7+     
Vem, vem na rede João  prá mim
  F7+                           G7+
Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
  F7+                          G7+
Nunca jamais se viu tanto peixe assim