Brilho no olhar

Introdução: D7M Em7 F#m7 Em A7 D7M Em7 F#m7 Em A7

D7M G7M G7M F#m7

O que aconteceu com aquele sentimento

Em7 Em A7 D7M Em7 A7 D7M

Cadê aquele brilho no teu olhar

G7M G7M F#m7

Não deixe que o tempo apague a nossa história

Em7 Em A7 D7M Am7 D7

Porquê ainda é tempo pra recomeçar

G7M F#7 Bm A#m Am D7

Eu só sei dizer que te amo

[SOLO]

G7M A F#7M

Te amo demais, Vem eu não quero esse jogo louco

Bm Em7

Sem você eu fico no sufoco

A7 Am7 D7

Senta aqui pra gente conversar

G7M A F#m7

Vem duas vidas numa só estrada

Bm Em7

É amor e não conto de fadas

F#m7 G7M A7 C7 B7 A5+ D7 D7M

Eu nasci pra te amar, Amar

 

Caxambu

Introdução: G G6 G G6 C D7 G

G D7 G

Olha vamos na dança do Caxambu

C G Am

Saravá, jongo, saravá Engoma, meu filho que eu quero ver

D7 G Am

Você rodar até o amanhecer Engoma, meu filho que eu quero ver

D7 G

Você rodar até o amanhecer

G C

O tambor tá batendo é pra valer

G

É na palma da mão que eu quero ver

Am

O tambor tá batendo é pra valer

D7 G

E na palma da mão que eu quero ver

D7 G C G

Dona Celestina me da água pra beber

C G C G

Se você não me der água vou falar mau de você

D7 G C G

Deu meia noite, o galo já cantou

C G D7 G

Na igreja bate o sino é na dança do jogo que eu vou

D7 G C G

Deu meia noite, o galo já cantou

C G D7 G

Na igreja bate o sino é na dança do jogo que eu vou

G C G C

Carreiro novo que não sabe carrear

G C G D7

O carro tomba e o boi fica no lugar

G C G C

Carreiro novo que não sabe carrear

G C G D7

O carro tomba e o boi fica no lugar

C G

Quem nunca viu vem ver caldeirão sem fundo ferver

Am D7 G

Quem nunca viu vem ver caldeirão sem fundo ferver

[Repete]

G C G

O tambor tá batendo é pra valer, É na palma da mão que eu quero ver

Am G

O tambor tá batendo é pra valer, É na palma da mão que eu quero ver

 

Chantagem

Introdução: Cm D7 Gm Gm/F A7 D7 Gm D7

 

Gm Cm D7 Gm G7 Cm

Ah, Como seria bom Trilhar por um caminho sem encontrar espinhos

Gm Am7(5b)

Segredos pra revelar, chega de ocultar

D7 Dm7(5b) G7 Cm

Está na hora de assumir esse romance e expulsar

Gm

Do nosso peito essa dor e assim na Santa Paz brindar

Am7(5b) D7 G D7

A liberdade da gente se amar

G Bm Dm

Valeu a pena insistir tantas barreiras superar

G7 C7M

Tentaram tanto sucumbir e até chantagear

Cm F7(9) Bm E7

Mas a paixão venceu o compromisso do meu lar

A7 Am D7

Você também largou o seu pro nosso amor frutificar

G

Ninguém vai mudar a nossa decisão

Bm Dm G7

Pois fala mais alto a voz do coração É como o gorjeio das aves no ar

C7M Cm F7(9)

É como as estrelas no céu a brilhar Igual a um rio que corre pro mar

Bm E7 A7 D7 G D7

E ao doce perfume que exala da flor, Assim é o nosso amor

 

Conselho

G Bm

Deixe de lado esse baixo astral, Erga a cabeça enfrente o mal

Dm G7 C

Que agindo assim será vital para o seu coração

Cm G E7

É que em cada experiência se aprende uma lição

A7 Am D7

Eu já sofri por amar assim, me dediquei mas foi tudo em vão

G Bm Dm G7 C

Pra que se lamentar Se em sua vida pode encontrar

Cm G E7 A7 Cm D7 G D7

Quem te ame com toda força e ardor, Assim sucumbirá a dor, tem que lutar

G Bm Dm G7

Tem que lutar, Não se abater, Só se entregar

C Cm

A quem te merecer, Não estou dando nem vendendo

G E7 A7 D7 G

É como o ditado diz: "O meu conselho é pra te ver feliz"

Dalila, cadê Guará

B7 Em7 A7 D7M

Dalila cadê Guará? já se mandou pra Ribeira

B7 Em7 A7 D7M

Dalila cadê Guará? já se mandou pra Ribeira

B7 Em7 A7 D7M

Saiu na manhã de quinta, só volta segunda feira

B7 Em7 A7 D7M

é metido a boa pinta, diz que é nó na madeira

B7 Em7 A7 D7M

Corta o beque, faz a finta, também toca de primeira

B7 Em7 A7 D7M

Ele já passou dos trinta, mas não é de brincadeira, Dalila!

B7 Em7 A7 D7M

Dalila cadê Guará? já se mandou pra Ribeira

B7 Em7 A7 D7M

Dalila cadê Guará? já se mandou pra Ribeira

B7 Em7 A7 D7M

Entra na primeira dança, só para na derradeira,

B7 Em7 A7 D7M

Papa fina fala mansa, não conhece a canseira.

B7 Em7 A7 D7M

Se der mole ele avança, Não é de marcar bobeira.

B7 Em7 A7 D7M

O malandro nem balança, quando bebe a saideira, Dalila!

B7 Em7 A7 D7M

Dalila cadê Guará? já se mandou pra Ribeira

B7 Em7 A7 D7M

Dalila cadê Guará? já se mandou pra Ribeira

 

 

 

Insensato destino

 

G F#7(#11) B7

Oh, insensato destino pra que

Em Dm G7

Tanta desilusão no meu querer

C D7 Bm E7

Eu quero apenas ser feliz Ao menos uma vez

A7 Am D7 G7

E conseguir o acalanto da paixão

D7 Dm

Fui desprezado e magoado

E7 Am D7 Dm G7

Por alguém que abordou meu coração

D7 Dm

Fui desprezado e magoado

E7 Am D7 Dm G7

Por alguém que abordou meu coração

Gm Gm7 Cm G D7

Destino porque fazes assim

F7 Bb7M

Tenha pena de mim Veja bem não mereço sofrer

Eb7M Am7(5b)

Quero apenas um dia poder

D7 Gm

Viver num mar de felicidade

Gm7 A7 D7 Gm D7

Com alguém que me ame de verdade

Jibóia

Introdução: E F#m B7 E C#m F#m B7 E

C#m F#m B7 E

Depois que mataram a jibóia, Jararaca deita e rola <<Bis>>

 

C#7 F#m B7 E

Jararaca deita e rola , depois que mataram a jibóia <<Bis>>

 

C#m F#m B7 E

A cobra já nasce deitada É que a pobre coitada Descansa enrolada

 

C#m F#m

Se alguém passa perto ela arma o bote

B7 E

Seus olhos ardentes veneno trás morte <<Bis>>

 

C#m F#m B7 E

Do solado do sapato se faz, do couro grosso <<Bis>>

 

C#m F#m B7 E C#m

O grande elefante quase sem pescoço, Camelo conservando o caroço

 

 

F#m B7 E C#m F#m B7 E C#m

Caroço olha aí, caroço, Caroço olha aí, caroço

F#m B7 E

Caroço, canguru carrega filhote no bolso <<Bis>>

 

[Repete]

 

Lama nas ruas

 

Introdução: Am Bm7(5b) E7 Am E7sus4 E7 Am Gm7 C7 F E7 E7sus4

Am D7(9) Am E7 A7sus4

Deixa desaguar tempestade inundar a cidade

A7(5+) Dm

Porque arde um sol dentro de nós

Bm7(5b) E7 Bm7(5b) E7

Queixas sabe bem que não temos

Bm7(5b) E7 Am E7(5+)

E seremos serenos, Sentiremos prazer no tom da nossa voz

Am D7(9) Am A7sus4 A7

Veja no olhar de quem ama Não reflete um drama não

Dm Bm7(5b) E7

É a expressão é sincera, sim, Vim pra mostrar que o amor

Am Gm7 C7

Quando é puro e desperta e alerta o mortal

F7M Bm7(5b) E7 A7sus4

Ai é que o bem vence o mal, Deixa a chuva cair

A7(5+) Dm E7

Que o bom tempo há de vir Quando o amor decidir

Am7 Gm7 C7

Mudar o visual trazendo a paz no sol

F7M Bm7(5b) E7

Que importa se o tempo lá fora vai mal

A C#m7 D/F# E/G# A E7

Que importa

A A7M C#m7(5b) F#7sus4 F#7

Se há tantas lamas nas ruas

 

Bm7 Bm7M Bm7 Bbm7 Em7

E o céu deserto e sem brilho de luar

A7sus4 D E7 C#m7(5b) F#7

Se o clarão da luz do seu olhar vem me guiar

Bm7 E7 A F#7 Bm7 E7

Conduz meus passos Por onde quer que eu vá, se há

A E7 Am E7

Por onde quer que eu vá

 

[Repete]

 

Lindo Requebrado

 

Introdução: A Am G#m C#7 F#m B7 E

C#m F#m B7 E C#m

Quando entra no samba com seu lindo requebrado

F#m B7 E

Sinto ciúme que me deixa embaraçado

C#m F#m B7 E C#m

Quando entra no samba com seu lindo requebrado

F#m B7 E

Sinto ciúme que me deixa embaraçado

B7 E G#m

Meu bem, Meu bem, não por que

A B7 E C#m

Te amo tanto de enlouquecer

F#m B7 E C#m

Quando te vejo toda assanhada

F#m B7 E B7

Se rebolando, na roda da batucada

E G#m

O peito chega arder

A B7 E C#m

É tanto medo de te perder

F#m B7 E C#m

Por mil malandros é desejada

F#m B7 E B7

Mas teu amor, fez do meu peito sua morada

E C#m F#m

O que mais tenho medo é a saudade

B7 E B7

Com você encontrei felicidade

E7 A

Sem você minha vida não é nada

Am E B7 E B7

Não tem lua, sol, nem madrugada

E7 A

Sem você minha vida não é nada

Am E B7 E

Não tem lua, sol, nem madrugada

G B7 E C#m F#m B7 E G

Bora, lá, iá, Ê, menina Vou te esconder, pra ninguém te oiá

B7 E C#m F#m B7 E

Ê, menina Vou mandar te benzer, pra ninguém te secar

 

 

Meiguice descarada

Introdução: Am Dm E7 Am Bm7(5b) E7 Am Bm7(5b) E7

Am G7 F7 Bm7(5b) E7

Oh! Quanta, Quanta ilusão alimentei Sua meiguice é descara - da

Am G7 F7 Bm7(5b) E7

Desempenha bem o seu papel Mesmo com a ribalta apaga - da

Am Bm7(5b) E7 Em7(5b) A7

Vai, segue seu sonho Seu destino terá o luar

Dm E7 Am Bm7(5b) E7

Vai e não perca um segundo Já que o nosso mundo

Em7 A7 Dm E7 Am

Não se pode juntar, Vai e não perca um segundo

Bm7(5b) E7 A F#m

Já que o nosso mundo Não se pode juntar

Bm E7 A Bm C#m C Bm E7 A C#m Cm

E, mas, Mas, por que tentar E condenar a ilusão

Bm E7 C#m C7(9) Bm

Você traz a promessa no olhar E tem sempre o dom de enganar

E7 A F#7 Bm F#7 Bm

E vem sempre com a chuva pra molhar, Molhar o quê?

E7 C#m

O amor que eu dou tudo pra ter de você

F#7 Bm E7 Am

Molhar o quê? O amor que eu dou tudo pra ter de você

 

 

Mel na boca

Introdução: F#m7(5b) B7 Em7(5b) A7 Dm7(5b) G7 E7 Am7 D7 Am7 D7 Am7 E7

Am A7 Dm

Oh, quanta mentira suportei

E7 Am A7 Dm

Neste teu cinismo de doçura, Pode parar

D# Am Gm C7

Com essa idéia de representação

F E7 A7 Dm

Os bastidores se fecharam pra desilusão, Pode parar

D# Am Gm C7

Com essa idéia de representação

F E7 A F#m

Os bastidores se fecharam pra desilusão

Bm E7 A F#m C#m Bm

É menti ra, É mentira

A F#7 Bm F#7

Cadê toda promessa de me dar felicidade

Bm E7 Bm E7 A F#m Bm E7

Bota mel em minha boca, Me ama, depois deixa a saudade, será?

A Bm C#m Bm Em F#7 D

Será que o amor é isso? Se é feitiço vou jogar flores no mar

G7 C#m F#7

Um raio de luz do sol voltará a brilhar

Bm E7 C#m7(5b)

Que se apagou e deixou noite me meu olhar

F#7 G7 C#m F#7

Meu olhar, Um raio de luz do sol voltará a brilhar

Bm E7 Am E7

Que se apagou e deixou noite me meu olhar, Oh, quanta

[Repete]

 

Mensagem

D6/9 D6 A/C#

Não, Eu não vejo razão

Am7 D7(9) G7M G6

Para se redimir e deixar de viver

G#m7(5b) Gm6 D/F# B7(13)

Um amor, não se deve guardar

E7(9) E7

Liberte do seu coração

Em7(9) G/A D6/9 D6

O medo da desilusão, Pois amar

A/C# Am7 D7(9) G7M G6

É se dar pra valer Percorrer os caminhos de um longo prazer

G#m7(5b) Gm6 D/F# F Em7(9) Bb7 A7 Dm

Se envolver deixar fluir O sentimento dentro de você

Em7(5b) A7(9b) Dm7 A7

E quem disser que isso é fantasia

D7 Gm Gm/F

É por que não sentiu, O peito arder em fim

C7(13) C7 F7M F6 Go Bo Em G/A

Pois nunca se deu, Se quer foi feliz, É um quadro negro sem marca de giz

D7M D6 C#m7(5b) F#7

vai buscar quem de fato lhe deu amor

Bm7 Am7 D7

com certeza a de ser mais um vencedor

G7M Gm6 D/F# B7(13) Em7 A7 D7M

que essa mensagem sirva-lhe de exemplo pra você não vegetar no tempo

[Repete]

 

Mordomia

Introdução: A E7

 

F#7 Bm E7 A F#7 Bm E7 A

Ô, Maria, ô, Maria, vamos parar já com essa mordomia

F#7 Bm E7 A F#7 Bm E7 A

é de noite, é de dia chega a sogra chega a tia

F#7 Bm E7 A E7

quase sempre é panela no fogo e barriga vazia

A F#7 Bm

de noite eu chego cansado e suado

E7 A E7

quero ir no banheiro esta sempre ocupado

A F#7 Bm

a pia esta cheia e vazia a panela

E7 A E7

a turma lá em casa só fica naquela

A F#7 Bm

sou eu quem aguenta o vizinho do lado

E7

sou eu quem enfrenta o supermercado

A

e na madrugada ainda sou maltratado, ô, Maria

A F#7 Bm E7 A E7

isso aqui ta parecendo a casa da mãe Joana

A F#7 Bm E7 A

todo mundo aqui da ordem, aqui to mundo manda

A F#7 Bm E7 A

você não tem pulso ô nega para governar o nosso barracão

A F#7 Bm E7 A

vou me embora pra mim chega, vou largar da sua mão, ô, Maria!

 

 

Motivos

G7M G6 F#m7(5b) B7(9b)

Motivos, Bem melhor do que este não existe

Em7(9) Dm7(9) G7(13)

e não devemos se quer insistir

C#m7(5b) Cm6 G/B

Bem melhor pra você muito mais para mim

Bbo A7(13) A7 Am7 D7(9)

Doa a quem doer, Caia quem cair

G7M G6 F#m7(5b) B7(9b)

São Fatos Que as vezes acontecem

Em7(9) Dm7(9) G7(13) C#m7(5b) Cm6 G/B

e foi boi acontecer é que na realidade não existe prazer

Bbo Am7 D7(9) Dm7(9) G7(13)

falta de lealdade faz um amor morrer

C#m7(5b) Cm6 G/B

é que na realidade não existe prazer

Bbo Am7 D7(9) G7M D7(9)

falta de lealdade faz um amor morrer

G7M G6 F#m7(5b) B7(9b)

Eu me entreguei por inteiro me dei de verdade

Em Ebm7 Dm7 G7(13)

Mas me enganei mergulhei em sua falsidade

C#m7(5b) Cm6 G/B Bbo

Eu me nego a ter que acreditar nas maldades que fostes capaz

Am7 D7(9) Dm7(9) G7(13)

Pra viver com você magoado até não dar mais

C#m7(5b) Cm6 G/B Bbo

Eu me nego a ter que acreditar nas maldades que fostes capaz

Am7 D7(9) G7M D7(9)

Pra viver com você magoado até não dar mais, Motivos...

 

 

O que passou, passou

 

Introdução: F Fm6 Em7 A7 D7(9) G7 C G7

C G7 C Gm7 C7 F

Eu já perfumei o manacá, Foi um dengo que rolou no ar

Fm6 Em7 A7

O que passou, passou, nem tudo terminou

D7(9) Dm G7

O amor depois da briga é muito mais amor

>>>Trecho1:

Csus4 C E7sus4 E7 Am Gm7 C7

A ciranda que eu sempre quis Pra me fazer fe - liz

F Fm6 Em7 A7 D7(9)

Eu fui menino sonhador Depois que você se foi

G7 C G7

Nunca mais fui ninguém, amor

Csus4 C E7sus4 E7 Am Gm7 C7

A ciranda que eu sempre quis Pra me fazer fe - liz

F Fm6 Em7 A7 D7(9)

Eu fui menino sonhador Depois que você se foi

G7 C G7

Nunca mais fui ninguém, amor

 

Cm Fm7

Lhe dei o mar pra não lhe ver chorar

Bb7 Eb7M

Num verso doce, beijando na boca, na luz do luar

G7 Cm Cm7 Fm7

É de amar, Sonhar torrente incontida

Cm G7 C G7

A brisa que sopra Na aurora da vida o desejo a queimar, a ciranda

[Trecho1, Voltar e Seguir]

 

 

Palavras

 

Introdução: Em Em/D C#m7(5b) C Bm Bb Am7 D7(9) G7M B7

Em F#m7(5b) B7 Em

Oh, Deus! Palavras não se dá em resposta, dei

Am7 D7(9) G7M

Vi voltar atrás palavra de rei

F#m7(5b) B7 Em

Palavras que deu pena lavo as mãos

C# E F#m7(5b) B7

Repetem a mesma cena palavra de omissão

Em F#m7(5b) B7 Em

Bem sei, Dizem palavras que não se escreve

Am7 D7(9) G7M

Que vai ao vento numa brisa leve

F#m7(5b) B7 Em

Blasfemam com palavras na hora da aflição

C#m7(5b) F#7 F#m7(5b) B7

Palavras se propagam em busca do perdão

E G#m7

Independência ou morte palavras tão triunfantes

Bm C#7 F#m7

Composta por vogais unindo consoantes

Am7 G#m7 C#7

Nos idiomas, as palavras envolvem todo o universo

F#m7 B7 E B7

Imortalizam os poetas nas vozes dos seus versos

E G#m7

Quem tem o dom da palavra é o senhor da razão

Bm C#7 F#m7

Faz com palavras magias de consagração

Am7 G#m7 C#7

Nas veias da poesia viajando na canção

F#m7 B7 Em B7

É com palavras que encontram explicação

 

 

Pedi ao céu

C B7 Em A7 Dm

pedi ao céu, um remédio que possa curar uma chaga de amor em meu peito

G C G

devagar ela vai me matar

C Fm Bb7

e além do mais, necessito de paz, coisa que você traz

C A7

sempre mais, sei por que

Dm

paixão igual nunca senti, saudade igual nunca sofri

Bb7 A7

e de repente percebi, que a vida é nada sem você

Dm

em prosa e verso já chorei

C Bb7 C G

e a solidão que já paguei ao universo implorei quero você

 

 

Rei por um dia

Introdução: Eb D7

Gm Cm

Eu fui rei por um dia em sua companhia

Am7(5b) D7 Eb F7 Bb D7

Pois confesso queria, ser o seu namorado

Gm D5+ Cm

Mas você quem diria, usou covardia

Am7(5b) D7 Gm D7

E depois me deixou abandonado

G G7M G6 G7M

E assim tanto amor, se perdeu na ilusão

G7sus4 G7 C

Mergulhei de cabeça, mas feri meu coração

Cm F7(9) G (G F# F E7)

Se o destino traçou uma falsa paixão

A7 Am D7

Eu não merecia sofrer desilusão

G G7M G6 G7M

De amor, o quanto me dei, Querida, o quanto te amei

G7sus4 G7 C

Me diga, onde eu errei Se dá pra perdoar

Cm F7(9)

De mentira é melhor nem tentar

G E7(9)

Se não quero não podem brigar

Am Cm D7

Adeus amor, de um grande amor

G D7 G

Que só te amou, Laiá

 

 

Saco cheio

 

Introdução: F D7 Gm7 C7 F C7

F D7 Gm7

Os habitantes da Terra estão abusando

C7 F D7

Do nosso supremo divino sobrecarregando

CM F7 Bb Bbm

Fazendo mil besteiras e o mal sem ter motivo

G7(9) C7 F C7

E só se lembram de Deus quando estão em perigo

F F7 Bb Bbm

Deus lhe pague, Deus lhe crie, Deus lhe abençoe

G7(9) C7 F D7

Deus, é nosso pai é nosso guia

Gm7 C7 F D7

Tudo que se faz na Terra, se coloca Deus no meio

Gm7 C7 F

Deus já deve estar de saco cheio

[Repete]

 

 

sinhá manda saia

Introdução: Bb Gm Cm F7

Bb F7 Bb Gm Cm

Sinhá manda saia por causa da baia matou curió

F7 Bb

Ninguém teve dó, é, ninguém teve dó

Gm Cm F7 Bb

Jacaré de outro mundo já virou Ganguriti

Fm Bb7 Eb

Criança pequena baba porque não sabe cuspir

Ebm

Extra extra extra extra

Ab7 Bb

Notícia beleza vocês vão gostar

Gm Cm

Mandrake tomando Cachaça

F7 Bb

Ficou muito doido e brigou com Othar

F7 Gm Cm

Sinhá manda saia, Sei que sou bamba no samba

F7 Bb

Pois trago na veia o sangue brasileiro

Fm Bb7 Eb

O mundo já me conhece, sabe que sou pagodeiro

Ebm Ab7 Bb

Confusão lá no Salgueiro, você tinha era que ver

Gm Cm

Otário foi fazer pedido

F7 Bb

Entrou na pancada teve que correr

F7 Gm Cm

Sinha manda saia, Dona da casa porque chora da criança

F7 Bb

Chora de barriga cheia somente pra aperrear

Fm

Por isso mesmo que eu me chamo Lutojairo

Bb7 Eb

Sou preto mas sou sério na batida do ganzá.

Ebm Ab7 Bb

Você que vive mentindo que é a fera do samba

Gm Cm F7 Bb

És apenas um boneco, eu dou corda e você anda.

F7 Gm Cm F7 Bb

Sinhá manda saia, é, num vai fazê, tu num fez o manel do cadeado

Fm Bb7 Eb

Foi pagar o imposto na ponte quase morreu afogado

Ebm Ab7 Bb

Se você fosse cachorro seria muito bacana

G7 Cm F7 Bb

Pendurado na coleira na mão das madame de Copacabana, Sinhá manda saia

 

 

 

Superman

Introdução: D Em A7 D

 

>>>Trecho1:

A7 D Em F#m

Mas eu disse meu bem, Meu bem, Não vem que não tem

Bm Em A7 D

Se teu santo é forte meu anjo da guarda é Superman

A7 D Em

Não vem que não tem Meu bem, não vem

F#m Bm Em A7 D

Que não tem Se teu santo é forte Meu anjo da guarda é Superman

 

 

B7 Em A7 D Bm

Oh, Você vive dizendo que vai me atrasar Pra tua mandinga o meu patuá

Em A7 D Bm

Veio da Bahia, foi cruzado nas ondas do mar

Em A7

Quem brinca com fogo pode se queimar

D B7 Em A7 D

A lei do retorno não tarda a chegar Infelizmente a verdade é pra falar

 

[Trecho1, Voltar e seguir]

B7 Em A7

Oh, Cuidado que o mundo está sempre a girar

D Bm

A vida está cheia de exemplos pra dar

Em A7 D B7 Em A7

Fazer amor com você já é coisa vulgar Contra a maré não se deve remar

D B7 Em A7 D

Nesta canoa não vou embarcar Desta maneira você vai se atrapalhar

[Repete]

 

 

Terezinha

A7 Dm7 G7 Em7

Eu fui num samba, No Engenho da Rainha,

Ebo Dm7 G7 C7M A7

encontrei com Terezinha, nos braços de Claudionor,

Dm7 G7 Em7

chorava tanto, que até causava espanto,

Ebo Dm7 G7 C7M

houve até um desencanto, nesse dia nem sambou, Terezinha

A7 Dm7 G7 Em7 A7 Dm7 G7 C7M

Terezinha, porque chora? será você a porta bandeira da escola

A7 Dm7 G7 Em7 A7 Dm7 G7 C7M A7

Terezinha, porque chora? será você a porta bandeira da escola

Dm7 G7 C7M Ebo Dm7

Mas Claudionor que não é certo, cheio de dialeto,

G7 Gm7 C7(9) F#m7(5b) G7 Em7

resolveu lhe conformar Dizendo moço, ela agora e toda minha

Ebo Dm7 G7 Gm7 C7(9)

será a futura rainha, do meu lar

F#m7(5b) G7 Em7

Dizendo moço ela agora é toda minha

Ebo Dm7 G7 C7M

será a futura rainha do meu lar, Terezinha

A7 Dm7 G7 Em7 A7 Dm7 G7 C7M

Terezinha, porque chora? será você a porta bandeira da escola

A7 Dm7 G7 Em7 A7 Dm7 G7 C7M

Terezinha, porque chora? será você a porta bandeira da escola

A7

eu fui num samba